Passfolio

2022 tem sido um ano difícil  para o mercado de ações, dado o ciclo aparentemente interminável de rotações e as pressões inflacionárias que permanecem elevadas.

Com o Banco Central dos EUA (FED) disposto a seguir uma política mais agressiva de aumento de taxas, uma recessão poderia estar chegando. Então, como os investidores devem negociar esta volatilidade? 

O investidor de longo prazo, fundador e CEO da Latitude Investment Management, Freddie Lait, contou à CNBC como ele navega esse cenário desafiador e deu 4 dicas para que, assim como ele, você possa superar a média do mercado acionário.

1. Diversifique sua carteira

“A estratégia dominante que sempre tivemos foi a de realmente diversificar nossa carteira,” disse Lait. “Uma das melhores formas, e das mais fáceis, de ser um investidor genuinamente de longo prazo é não concentrar seus investimentos em um estilo, tema ou setor.”

Passfolio

Os 10 principais holdings do Latitude Global Fund, realizado por Lait, refletem esta estratégia, abrangendo vários setores, que incluem energia, tecnologia, saúde, bens de consumo e muito mais.

Sendo elas as ações da varejista de preços baixos Dollar Tree (DLTR), a varejista de peças automotivas AutoZone (AZO), a cervejaria Heineken (HEINY), a empresa farmacêutica dinamarquesa Novo Nordisk (NVO), a empresa de semicondutores Texas Instruments (TXN), a fabricante inglesa de bebidas Diageo (DEO), a Coca-Cola (KO), as empresas no setor de energia elétrica BP (BP) e Equinor (EQNR), e a Alphabet (GOOG), empresa-mãe do Google. 

O desempenho líquido do fundo este ano até o final de maio foi de +0,6%, superando o índice MSCI World, que caiu 12,97% durante o mesmo período.

2. Compre ações com poder de negociação

“O que é comum a todas as ações e todos os negócios em que investimos, não apenas por causa do ambiente atual de baixas no qual nos encontramos, é a capacidade de repassar a inflação de custos de insumos,” disse Lait.

Ele observou que as empresas que têm poder de negociar com seus fornecedores e clientes tendem a ser menos frágeis por conta da movimentação em ciclos. A negociação dá à empresa a capacidade de aumentar seus preços sem perder negócios, repassando ao produto final e ao consumidor os preços de custo mais altos.

3. Compre ações ‘anti-fragilidade’.

Lait observou que o mundo está passando por um constante desenrolar de uma “globalização otimizada e políticas monetárias incrivelmente fáceis,” o que está levando a mais ciclos econômicos, fazendo com que “ações mais frágeis” sintam o aperto.

“Você deve sempre investir em negócios anti-fragilidade, que tenham a capacidade de navegar por quaisquer períodos,” disse Lait, acrescentando que, como sugere sua primeira dica, possuir uma gama de ações tão ampla quanto possível ajuda os investidores a “se protegerem de ciclos específicos,” pois o mercado é frágil em áreas diferentes em momentos diferentes.

4. Apoie as grandes equipes de gestão

Lait acredita que haverá muita tomada de decisão corporativa nos próximos trimestres, à medida que as empresas navegarem pelo cenário desafiador. Com a volatilidade do mercado prevista para continuar “nos próximos anos”, os investidores terão que decifrar a capacidade de uma equipe de gestão para tomar essas decisões, disse Lait.

“Você realmente tem que apoiar as grandes equipes gerenciais,” ele enfatizou. “Se você receber um aviso de que o lucro está um pouco abaixo em um negócio sobre o qual você não tinha certeza se era de fato sobrevalorizado, e se você não acredita na equipe administrativa, eu acho que você vai ter dificuldade de se manter no mercado, porque vai seguir as outras pessoas que vão vender essas ações.”

Para começar a investir em ações norte-americanas, crie uma conta na Passfolio, parceira oficial do Stocktimes.

Leia também:

Passfolio