Cointimes
Altcoins

5 cartões para usar com bitcoin e criptomoedas no Brasil

cartão de débito ao lado de moeda do bitcoin

Visa, Mastercard e Elo estão batalhando para integrarem o mercado de criptomoedas com os seus cartões usando bitcoin e outros novos ativos digitais. 

Com alta superior a 300% no ano, os investidores de bitcoin procuram maneiras de gastar com comodidade seus ativos digitais com os velhos cartões. Com a proposta de integrar a velha e a nova economia, muitas empresas já oferecem esse serviço no Brasil.  

Além da simplicidade em gastar seus bitcoins, muitas das soluções dão cashback, fazem promoções e dão descontos para seus clientes. 

Por esse motivo levantamos uma lista com os 5 melhores cartões do mercado de criptomoedas brasileiro:  

Cartão Alter 

A Alter é uma das empresas que mais cresceu no mercado nos últimos anos, principalmente devido a facilidade de comprar e vender ativos digitais por lá.

Com a proposta de ser uma ponte entre o mercado tradicional e o de criptomoedas, a empresa conta com um cartão integrado à conta Alter e que dá diversas vantagens para seus usuários, como cashback. 

A abertura da conta e boa parte dos serviços oferecidos são gratuitos, sendo operados pela bandeira da Visa. 

Nós falamos mais sobre o cartão da Alter e suas vantagens neste post aqui

Cartão da Novadax

A Novadax também conta com um cartão completamente integrado à sua conta de criptomoedas na corretora. 

Cadastro, anuidade, saques via TED, TEF e diversas outras funções são gratuitas. As vantagens aumentam quando o usuário já compra na corretora e movimenta mais de R$5 mil por mês (membro Silver), o que dá direito há três operações gratuitas de saques na rede 24 horas ou criação de boleto. 

Há também campanhas de cashback incentivando o gasto de determinados criptoativos e promoções constantes e exclusivas para quem tem o cartão.

Conforme o usuário vai movimentando mais dinheiro na Novadax, mais vantagens ele terá. Para pedir o cartão da Novadax é preciso ter uma conta na corretora e fazer o pedido clicando aqui

Cartão Crypto.com 

A Crypto.com é uma corretora ainda pouco conhecida no mercado brasileiro, mas de grande sucesso internacionalmente. 

Recentemente, em parceria com a Visa, ela anunciou um cartão pré-pago de criptomoedas para os brasileiros. 

Sem anuidade, os cartões da Crypto.com oferecem até 8% de cashback, reembolsos de 100% em serviços como Netflix, Amazon Prime e Spotfy (de acordo com as regras da plataforma) e não contam com tarifas. 

“Queremos servir como ponte entre o ecossistema de cripto e a nossa rede global de 80 milhões de estabelecimentos comerciais. Estamos felizes e animados em trabalhar com plataformas como a Crypto.com, que está buscando tornar mais fácil para os usuários o uso de seus saldos de moedas digitais em qualquer lugar que o Visa seja aceito”. – afirmou Cuy Sheffield, head da Visa para criptomoedas ao comentar a integração com a corretora. 

Cartão da UzzoPay

A Uzzo é uma startup brasileira que te dá a possibilidade de criar uma cartão virtual ou físico recarregável e multi-moedas usando pontos, bitcoins ou reais.

Sob a bandeira da Elo, a Uzzo Pay te dá até 1% de cashback. Não é cobrada anuidade e nem mesmo taxa de manutenção. Ele também permite o saque na rede Banco 24 horas com uma taxa de 7,90 por operação. 

Cartão da Zro Bank

O Zro Bank vem com a proposta de uma conta digital operada via chat (chatbank), oferecendo cartão de débito Visa que pode ser carregado com bitcoins ou reais. 

A empresa oferece 0,5% de cashback em bitcoin usando o cartão, além de saques gratuitos na rede 24 horas, emissão de boletos e TEDs. 

Há planos futuros para integração de contas internacionais e a possibilidade do envio e recebimento de dólares via o sistema SWIFT. 

Posts relacionados

Indicador “Warren Buffett” prevê queda no mercado de ações – o que isso significaria para o Bitcoin?

Cointimes
24 de agosto de 2020

Criptomoeda grin, a moeda inspirada em uma mágica de Harry Potter

Neto Guaraci
21 de dezembro de 2018

Justiça considera penhora de bitcoins descabida

Gustavo Marinho
14 de setembro de 2020
Sair da versão mobile