Novos dados levantados pelo site Zero Hedge sugerem que quase todo o excesso de poupança que foi acumulado durante o período da pandemia de Covid-19 pelos consumidores nos Estados Unidos já foi gasto.

Segundo com um relatório da Zero Hedge, parece que os consumidores dos EUA podem já ter queimado a maior parte de suas economias excedentes, e esse momento pode se correlacionar com a desaceleração do preço do Bitcoin.

Esse “excesso de economia” surgiu durante a pandemia devido a uma série de razões. Uma delas é que, como as pessoas agora tinham que ficar em casa, elas não podiam participar de muitas das atividades externas, e acabavam gastando menos, em teoria.

Esse dinheiro economizado, em tese, seria realocado para a economia, já que quase todo o dinheiro que as pessoas gastariam saindo, comendo em restaurantes, etc., seria apenas acumulado como economia. Porém, muitas pessoas precisaram consumir suas economias devido ao desemprego ou outros fatores do gênero. Portanto, essas “economias excessivas”, é claro, não foram significativas o suficiente. Em outros casos, pessoas contraíram várias dívidas nesse período.

Antes do Covid, os dados mostravam uma poupança de cerca de US$ 1,3 trilhão. Este valor aumentou para cerca de US$ 2,5 trilhões em média para o período que contou com os cheques de estímulo (que, por coincidência ou não, também relaciona ao último grande bull run do Bitcoin). Os consumidores receberam o último cheque de estímulo em março. Curiosamente, ao mesmo tempo que o ápice dos preços do Bitcoin no ano.

Hoje, a poupança excedente é de apenas cerca de US$ 1,7 bilhão. Embora o valor ainda seja US$ 400 bilhões a mais do que o valor pré-Covid, esse excedente poderia desaparecer em agosto, se for utilizada como base a taxa que os consumidores americanos estão gastando, de acordo com a Zero Hedge.

A correlação entre esse nível de poupança e essa grande alta no preço do Bitcoin ainda pode estar, de fato, imersa nos preços atuais, visto que com grande volume poupado, as pessoas podem investir mais livremente em ativos como criptomoedas.

Mas, assim que esse excesso de poupança começa a ficar escasso, isso não será mais possível. Nesse período, é possível ver um desaquecimento da economia e de vários ativos, já que os investidores muitas vezes precisam se desfazer de algumas posições, para ter mais caixa disponível. 

Traduzido e adaptado de Bitcoinist: Is A Lack Of Savings To Blame For Bitcoin Slowdown?

Leia mais:

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br