Bitfy - 760x150

O preço do Bitcoin continuará sendo negociado em um intervalo entre US$ 6.000 e US$ 10.000 até o resto do ano, é o que diz o popular analista Tone Vays.

Vays, conhecido por um grande canal no YouTube, também acredita que as breves negociações acima de US$ 10 mil são insuficientes, pois o ativo recua quase imediatamente.

Bitcoin entre US$ 6.000 e US$ 10.000

O preço da principal criptomoeda está em uma montanha-russa desde o início do ano. O BTC entrou no novo século em cerca de US$ 7.200, mas os touros rapidamente assumiram o controle e aumentaram para US $ 10.000 em fevereiro.

Mas com a chegada da pandemia de coronavírus ao ocidente, o medo tomou conta dos mercados, o que acabou levando o criptoativo a ser negociado abaixo dos US$ 4.000.

Black Friday Coingoback

 

O Bitcoin se recuperou rapidamente desde então e, além de algumas tentativas frustradas de conquistar a cobiçada marca de US$ 10.000, oscilou entre US$ 8.000 e US$ 10.000 por dois meses. A lateralização da cotação do Bitcoin levou a criptomoeda a ter um dos seus momentos menos voláteis em anos.

Como tal, o conhecido comentarista e analista reafirmou sua previsão de que a criptomoeda estará contida em um intervalo ligeiramente pequeno até o final do ano:

“Como venho dizendo há meses, não tenho motivos para me afastar da minha previsão do início do ano de que o Bitcoin ficará entre US$ 6.000 e US$ 10.000 durante a maior parte deste ano.

Passamos muito tempo acima de US$ 9.000, mas isso não significa nada se vamos cair para US$ 8.000 ou US$ 7.000.”

Ouro deve subir

O trader com 10 anos de experiência no mercado financeiro tradicional também se juntou a Peter Schiff como um crente de que o preço do ouro continuará em alta e verá novas máximas até o final de 2020.


Leia também: E se o Bitcoin ganhasse parcela de mercado do ouro?


“O ouro deve subir mesmo que o S&P 500 comece a cair. Enquanto os dois caíram no início do crash com o COVID-19, agora que os investidores tiveram tempo para pensar, acredito que estariam interessados em um ativo de refúgio se as bolsas de valores recuassem novamente. Então, eu acho que o ouro tem o potencial de quebrar seu maior recorde de todos os tempos.”

Ele acrescentou que, se o ouro atingir um novo pico de preço, poderá subir “significativamente além da marca de US$ 2.000”. Ele baseou essa previsão bastante otimista na crença de que, uma vez que um ativo quebra seu ATH anterior, especialmente após um período tão longo, tende a subir ainda mais rapidamente.

Além disso, se o ouro ultrapassar os US$ 2.000, atrairá muita atenção da mídia, o que levará o FOMO (medo de perder a alta) e as pessoas a entrarem. No entanto, se o metal precioso chegar a US$ 3.000, Vays afirmou que ele será “um imenso vendedor de ouro. Só não vejo isso indo muito além.”

Mas qual a sua expectativa para os preços do Bitcoin e do ouro até o final do ano? Você pode deixar sua opinião nos comentários abaixo.


Invista em criptomoedas com segurança, alta liquidez e as menores taxas do mercado.

NovaDAX: a exchange mais completa do Brasil com mais de 25 criptomoedas listadas e a melhor nota de atendimento ao cliente.

Conheça novadax.com.br