Quais as criptomoedas mais atrativas para hackers? Nesse post vou falar sobre um tipo específico de ataque que está ficando comum no mercado de criptomoedas, mais especificamente em algumas altcoins.

Antes de entrarmos na lista com as moedas mais atrativas para hackers, é preciso explicar o funcionamento do ataque de 51%.

Para não perdemos o foco, vou dar uma explicação simples sobre como hackers usam desse ataque para roubar fundos.

Quem faz o ataque de 51% precisa controlar ao menos 50% do poder de mineração +1, ganhando parcialmente o controle do consenso da rede.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

Ao conseguir controlar a maior parte do poder de mineração, o atacante consegue gastar duas vezes a mesma moeda e até mesmo paralisar a rede.

Para fazer isso, o hacker precisa de grande poder de mineração, pois ele necessita criar um blockchain próprio enquanto os mineradores honestos criam seus outros blocos.

hacker ataque de 51%

Ao conseguir minerar mais blocos no seu próprio blockchain, o atacante pode enviar essa nova cadeia de blocos mais longa para a rede. Mas como ele ganha dinheiro com isso?

Digamos que o hacker substitua o blockchain com transações dele para uma exchange X, nessa corretora ele troca tokens da cadeia falsa por dólares ou outras criptomoedas.

Quando a rede descobre que o ataque aconteceu e volta ao blockchain honesto, o hacker não apenas continua com suas moedas, mas também consegue roubar da exchange.

As moedas mais apelativas para o ataque

Na lista abaixo vamos mostrar as moedas que dão mais apelo para o ataque de hackers. Para chegarmos na lista, usamos o ratio do marketcap da moeda com o custo de ataque baseado em dados do NiceHash.

7. Bitcoin “xing ling”

O Bitcoin Satoshi Vision é um fork do código base do Bitcoin. Falamos mais dela no vídeo a seguir:

O Bitcoin SV é a sétima moeda da nossa lista, com um apelo de ataque pontuado em 7610. O custo de ataque do BSV em uma hora é de US$ 19.716,00.

Para média de comparação, o custo para atacar o Bitcoin Core (BTC) é de US$ 804.662,00. Isso se o hashrate estiver todo à venda em sites como o nicehash.

Do contrário o minerador terá que comprar máquinas de mineração, um local com energia barata e funcionários, e os custos podem realmente explodir.

Por isso que essa é uma lista teórica, o custo pode ser maior ou menor.

6. 2 salários mínimos = 1 ataque

Já pensou atacar uma criptomoeda pelo preço de apenas 2 salários mínimos.

Pois é, com apenas US$450 você consegue atacar uma criptomoeda por uma hora.

Estamos falando da DigiByte (DGB); com apelo de ataque de 14.866, o custo de ataque é baixo para um marketcap de US$150 milhões.

5. Outro Bitcoin na lista

Apesar de ter um custo de ataque de US$11.837,00, o apelo para atacar um blockchain com 4,4 bilhões de marketcap e uma liquidez alta no mercado é grande.

O “Attack Appeal” do Bitcoin Cash (BCH) é 15.572. Contudo, vale lembrar que os mineradores de Bitcoin Core e BSV também se beneficiam de ter outra criptomoeda para minerar, o que pode dificultar a vida de quem for atacar o BCH.

4. Um fork nada dourado

O Bitcoin Gold é outro fork do Bitcoin Core, mas diferente do Bitcoin Cash ou Bitcoin SV, o BTG tem um algoritmo de consenso diferente.

Com um custo de ataque de apenas US$ 376 e com um algoritmo de mineração diferente, o BTG é a 4° criptomoeda com maior attack appeal, pontuando 19.054 na nossa escala.

3. Menos de um salário mínimo

A Komodo (KMD) é um projeto de blockchain bem pensando, apesar disso, o custo de ataque à criptomoeda é muito baixo.

Com apenas US$ 143 ou aproximadamente R$ 809,38 seria possível atacar a KMD.

Contudo, a criptomoeda guarda o histórico dos blocos no blockchain do Bitcoin, dificultando a reescrita de longas cadeias.

Attack Appeal: 19.457

2. A queridinha dos hackers

A Verge é a criptomoeda mais querida dos hackers: ela já foi atacada pelo menos 3 vezes e eu não duvidaria que outro ataque acontecesse em breve.

Com um apelo de ataque de 104.081, a XVG é praticamente irresistível. Para deixar as coisas ainda mais fáceis, a XVG conta com 5 algoritmos de mineração, bastando apenas o controle de apenas um para reescrever o blockchain.

Mas não acaba por aí, o tempo de resposta da equipe de desenvolvimento nos dois últimos ataques foi absurdo, demoraram quase 2 dias para tentar corrigir e melhorar o algoritmo de mineração que estava sendo atacado.

Com apenas US$19 você consegue atacar o blockchain da Verge por 1 hora. Fácil, barato e rápido.

1. Com o troco do mercado

Atualmente apenas uma moeda superou o apelo da XVG: a AION.

A rede focada em “aplicativos abertos” (seja lá o que isso significa) custa apenas US$ 3 para qualquer hacker atacá-la por 1 hora dominando 51% da rede.

O Attack Appeal dela chega a ser 5x maior que a XVG e ela conta com um marketcap de 34 milhões, tendo sido negociados 514 bitcoins em AION nas últimas 24 horas.

Vale lembrar que os principais afetados por ataques de 51% são as exchanges de criptomoedas, elas que geralmente ficam com o prejuízo. Claro, os usuários que tiveram as transações revertidas e a rede paralisada podem sofrer, contudo, eles não são os alvos de tais ataques.

BitcoinToYou –  Negocie criptomoedas sem pagar taxa   A primeira corretora do Brasil, negociamos criptomoedas desde 2010.  Abra sua conta grátis!   Abrir conta

BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!