Passfolio

O Bank of America indica estas ações por estarem “preparadas para proporcionar um crescimento consistente e retornos a longo prazo.” 

O US 10-year treasury (rendimento em conta do Tesouro norte-americado) aumentou de cerca de 1,6% no início do ano para cerca de 3% atualmente, enquanto o German 10-year bond yield (pacote de rendimento alemão) subiu de cerca de -0,18% para 1,3%

O ambiente macro está ficando mais favorável ao investimento em ações compostas de alto retorno. Nossa visão é que estamos no pico, ou próximos ao pico, dos rendimentos. Com isso, nossa equipe de estratégia europeia recentemente ficou mais otimista sobre investimentos de qualidade.

Declaração de analistas do Bank of America em uma nota de pesquisa publicada ontem, 7 de junho.

Após revisão dos retornos de 33 ações compostas, que eles descreveram como “as melhores das melhores” do ponto de vista de risco/retorno, os analistas destacaram alguns nomes que se superaram em termos de retorno sobre capital investido (ROIC), medida que bancos utilizam para avaliar a eficácia dos investimentos de uma empresa. 

De acordo com eles, este é o momento certo para “reconsiderar ações compostas europeias.” Os nomes escolhidos foram:

Passfolio
  • A empresa holandesa ASML, o maior fornecedor de sistemas de litografia para a indústria de semicondutores, foi escolhida por sua tecnologia de “próxima geração”, incluindo a tecnologia ultravioleta extrema, inteligência artificial e 5G – definidas como tendências disruptivas, de acordo com o banco.
  • O grupo francês de luxo LVMH continua sendo uma das maiores convicções dentro do espaço de bens de luxo para o banco pois, segundo eles, “continuamos a ver um aumento significativo no preço das ações atuais.”
  • O grupo sueco Assa Abloy, líder mundial na fabricação de sistemas de segurança para portas, é uma indicação por seu “histórico plurianual de crescimento consistente, lucratividade e geração de caixa.” O banco também gosta de seu poder de fixação de preços e estratégia de fusões e aquisições.
  • O grupo britânico Ashtead, empresa montadora e de aluguel de equipamentos industriais, está preparada para se sair bem de seus negócios nos EUA, segundo o Bank of America, pois está “em posição única para se beneficiar da crescente penetração de aluguéis nos EUA a médio prazo, mesmo com um risco potencial de uma recessão na economia norte-americana.”

Para investir em ações internacionais a partir do mercado acionário norte-americano sem precisar comprar BDR ou ETF, crie sua conta na Passfolio e comece a investir hoje mesmo de modo prático e fácil.

Leia também:

Passfolio