Cointimes
Bitcoin

Avalanche Bridge promete trazer BTC para seu ecossistema DeFi

Ponte BTC e AVAX

BTC poderá ser utilizado no DeFi da Avalanche com Avalanche Bridge

A Avalanche Bridge expandirá o suporte à rede Bitcoin, permitindo que os bitcoiners transfiram com segurança seu BTC para a blockchain da AVAX e o utilizem no ecossistema DeFi da Avalanche, que atualmente possui US$ 11,68 bilhões em valor total bloqueado (TVL).

Fonte: Defillama

Após o lançamento, que é esperado no segundo trimestre, o Bitcoin se juntará ao Ethereum como redes suportadas na Avalanche Bridge.

Lançado em julho de 2021, o serviço desenvolvido pela Ava Labs é a ponte conectada ao Ethereum mais popular em TVL, excedendo US$ 6 bilhões em 22 de março, com o token wETH.

A rede da ethereum já possui sua própria versão de wBTC, que assume a posição número #16 em capitalização de mercado, com mais de R$ 57 bilhões em marketcap.

O que é um serviço de bridge?

A tradução de bridge para o português é, literalmente, ponte.

Um serviço de ponte nas criptomoedas significa uma plataforma que permite você enviar ou utilizar tokens de uma blockchain em outra blockchain que normalmente não se comunicariam sem a ajuda de uma ponte.

Os diferentes serviços de ponte no mercado funcionam de maneiras diferentes, mas o princípio é sempre parecido e normalmente envolve confiança – em maior ou menor grau – no prestador do serviço que fará a custódia de alguns ativos mantidos como colaterais.

Para fazer transações cross-chain com um token que existe nas duas blockchains, a operação é menos arriscada e a confiança necessária é praticamente zero.

Por exemplo, Alice possui AAVE (token ERC-20) em Ethereum e quer usar o token AAVE na rede da Avalanche; que consegue ler tokens ERC-20 normalmente em sua C-Chain.

Saiba mais: Avalanche lança Multiverso, um programa de aceleração de subnets

Neste caso, uma ponte deteria algumas unidades de AAVE na Ethereum e algumas quantidades de AAVE na C-Chain da Avalanche (em contratos inteligentes) e quando o usuário faz o cross-chain, a plataforma recebe AAVE da ethereum em sua conta e envia o correspondente da outra rede para a conta do usuário. Tudo de forma automática.

Para uma ponte de padrões de tokens diferentes isso não é possível.

É o que acontece com o ether (ETH) ou o bitcoin (BTC) – sim, ether não é ERC-20.

Neste caso, uma ponte para a rede da avalanche envolve uma relação de confiança, pois a plataforma da ponte irá receber, por exemplo, o ETH do usuário em uma conta de custódia e cunhar um novo token wETH (wrapped ether – ether embrulhado), que o usuário poderá utilizar em todo o ecossistema DeFi da blockchain.

Quando o investidor quiser recuperar seu ether é preciso enviar o wETH para a plataforma (que será queimado) e ela enviará o ETH original.

Existem históricos de ataques em algumas grandes bridges onde a capacidade de resgate foi prejudicada por conta de roubos ou bugs.

Saiba mais: Roubo bilionário na Wormhole pode ter criado bolha DeFi na Solana

A ponte de BTC para avalanche funcionará de forma parecida.

Leia mais:

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Posts relacionados

5 shitcoins para você não investir

Gustavo Marinho
2 de dezembro de 2021

O que comprar usando bitcoin? Veja uma lista de opções

Foxbit
18 de maio de 2018

Crypto.com sobe 400% e supera Tesla, há outras exchanges para investir?

Neto Guaraci
17 de setembro de 2020
Sair da versão mobile