Na última semana, o Banco Central (BC) anunciou que adiou a terceira fase do Open Banking. A nova data está prevista para dia 29 de outubro deste ano.

De acordo com o plano inicial, a terceira fase, que implementa o compartilhamento do serviço de iniciação do pagamento Pix, era para acontecer hoje (30).

Mesmo assim, vale lembrar que a quarta fase do sistema, que visa o compartilhamento de dados sobre produtos e serviços, continua prevista para o dia 15 de dezembro.

 

Nota oficial

De acordo com a declaração do BC, a mudança atende a solicitação para uma estrutura responsável pela governança da implementação do Open Banking no Brasil.

“O pedido feito ao Banco Central decorreu de uma necessidade de ajustes nas especificações técnicas. Isso compromete o prazo para realização de testes para a certificação das instituições”, afirmou a instituição em nota.

Em suma, o BC também informou “seu compromisso para que o Open Banking alcance os seus objetivos, de forma segura e efetiva para os clientes das instituições participantes”.

Entenda o projeto

Segundo o Banco Central, o Open Banking tem como objetivo aumentar a eficiência, assim como acirrar a competição do Sistema Financeiro Nacional. Além disso, abre espaço para a atuação de novas empresas nesse setor.

Portanto, de acordo com a Lei de Proteção de Dados Pessoais, o Open Banking parte da afirmativa de que os dados bancários pertencem aos clientes e não aos bancos.

Com isso, uma vez autorizadas pela pessoa, as instituições financeiras compartilharão dados, produtos e serviços com outras. Isso tudo por meio de abertura e integração de plataformas de tecnologia.

Em suma, o cliente poderá visualizar em um único aplicativo o extrato de todas as suas contas bancárias e investimentos, ou até  fazer uma transferência e realizar um pagamento sem precisar acessar diretamente o site ou aplicativo do banco. Tudo isso unificado em um único sistema.

Texto publicado originalmente no site parceiro 1Bilhão.

A NovaDAX está completando três anos!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil completa três anos no mês de novembro e quem ganha é você! 

Serão até 30 moedas com taxa zero para transações e mais de 80 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.