Cointimes
Mercado

Bank of America: gestores de fundos estão shortando dólar e comprando Bitcoin

shortando dólar queimando

Homem de terno queimando dólar

Uma nova pesquisa do Bank of America revelou nesta terça-feira (15) que a aposta contra o dólar está sendo uma das posições mais tomadas pelos gestores de fundos, além de comprarem bitcoin e ações de empresas de tecnologia.

Quinze por cento dos 217 membros do painel que participaram da pesquisa mensal do banco estão apostando em mais movimentos de alta para o Bitcoin. Eles foram questionados sobre seus investimentos e pensamentos durante o período de 4 a 10 de dezembro.

Gestores de fundos apostam contra o dólar

Outra conclusão peculiar da pesquisa é que shortar o dólar americano, ou seja, vender a descoberto, é o segundo negócio mais popular entre os investidores neste período. Dezessete por cento deles estão apostando contra o dólar.

A moeda dos Estados Unidos tem estado sob muita pressão recentemente em meio a conversas sobre um pacote de estímulo de US$ 1,4 trilhão. Em 14 de dezembro, o índice dólar (DXY) caiu para 90,419, seu nível mais baixo desde abril de 2018.

Em média, os gestores de fundos detêm apenas 4% em caixa, enquanto as ações agora respondem pela maior parcela de suas carteiras desde 2010.

No entanto, o sentimento mais compartilhado, de longe, está sendo o otimismo no setor de tecnologia. A maior parte de todos os participantes da pesquisa (52%) acredita que as ações de tecnologia dos EUA têm mais espaço para crescer depois de apresentar ganhos incríveis este ano.

“Ainda estamos cedo”

No entanto, parece que a maioria dos gestores de fundos está perdida em meio à gigantesca alta do Bitcoin que ocorreu no segundo semestre de 2020.

A pesquisa também descobriu que menos de 5% deles realmente acreditam que a criptomoeda terá um desempenho superior em 2021, o que vai contra muitas previsões otimistas.

“Qual classe de ativos devem performar melhor em 2021?”

De acordo com a ex-banqueira do Credit Suisse Mira Christanto, no entanto, o fato de que o Bitcoin está sendo esquecido pelos administradores de fundos é uma boa notícia: “ainda estamos cedo”.

Posts relacionados

Após discurso de Putin, mercado Bitcoin sofre com US$ 400 milhões em liquidações – Resumo de Mercado 

Bruno Haacke
22 de fevereiro de 2022

Março começa com alívio para as bolsas mundiais, diz BTG Pactual

Gustavo Marinho
1 de março de 2021

Bitcoin Genesis Day e cenário dos países da América Latina em 2022 é desafiador – Resumo de Mercado

Bruno Haacke
3 de janeiro de 2022
Sair da versão mobile