Big Brother Brasil, BBB para os íntimos, começou em janeiro de 2002. A premiação para o finalista é de um milhão e meio de reais, mas era R$500 mil em seu início. A premiação parece ter aumentado bastante com o tempo, mas será que esse ajuste superou a velocidade da inflação?

Veiculado pela Rede Globo, o reality show é baseado no programa Big Brother, gênero famoso de programa de TV mundo afora. Na última edição, conquistou recorde de “maior quantidade de votos em programa de TV” pelo Guinness World Records: 1.532.944.337 votos.

Ainda é um Prêmio?

O valor originalmente estabelecido para o participante que durasse até o final do show era de R$500.000,00 (meio milhão de reais). Foi reajustado à inflação em 2005 (BBB 5) a R$1 milhão, com o primeiro vencedor sendo Jean Wyllys.

Após cinco anos, em 2010, a premiação foi novamente aumentada, chegando em R$1.500.000 (um milhão e meio). Mas segue com o mesmo valor até hoje.

Segundo a Calculadora do Cidadão, disponibilizada pelo Banco Central do Brasil, o valor percentual de jun/2010 a jan/2020 é de 76,67% de inflação, com índice de correção no período de 1,71.

Se nós imaginarmos que o vencedor do BBB 10 (no caso, Marcelo Dourado) deveria receber hoje uma premiação que equivalesse ao mesmo poder de compra dos R$1.500.000,00 de 2010, ele deveria receber R$2.570.827,05.

Vale lembrar que o Brasil chegou a ter inflação de 2 dígitos em 2015, o que ajudou a diminuir bastante o poder de compra do Real.

(Perda de) Poder de Compra

Se no BBB 10, o valor levado por Marcelo era de R$1.500.000,00, quanto a inflação influenciou no poder de compra desse dinheiro todo?

Fazendo alguns cálculos com a Calculadora do BCB, temos o resultado: o prêmio de 2010 vale, hoje, apenas R$877.192,98. Sim, quase metade do valor original dos um milhão e quinhentos foi perdido no tempo: aproximadamente R$623 mil reais a menos.

O Poder de Compra do prêmio do BBB10, a cada ano que se passa
O Poder de Compra do prêmio do BBB10, a cada ano que se passa (de março a março)

E se tivesse investido em..?

Ouro pode subir 80%, diz relatório do Bank of America

Assim como já foi discutido incontáveis vezes aqui no Cointimes, o Ouro continua em sua soberania como o principal hedge de investimentos contra desvalorização de moedas no mundo.

Dito isso, o valor do ouro em junho/10 era de R$71,45/g; neste ano, chegou ao ápice exorbitante de R$316,76.

Isto significa que, se Marcelo tivesse hipoteticamente comprado tudo em ouro e tivesse revendido neste ano, poderia ter até R$6.649.965,01.

Já teorizando de forma mais insana ainda, e se só R$100 fossem investidos em Bitcoin, lá pra 2011? Bom, aí esse dinheiro se tornaria em uma mera quantia de R$9.797.098,77.

Bons tempos…

Relembre os preços de 2002! from brasil

Não só acabando por aí, também precisamos refletir no quanto a inflação (e outros fatores) mudaram nosso universo econômico. Só de ver essa foto, dá pra notar: uma latinha de Skol, que custa em torno de R$3,50 hoje, era apenas 75 centavos na época…

E, voltando mais, quanto as coisas custavam nos anos 90? Você já viveu a época para lembrar das diferenças:

BitcoinToYou –  Negocie criptomoedas sem pagar taxa   A primeira corretora do Brasil, negociamos criptomoedas desde 2010.  Abra sua conta grátis!   Abrir conta