Cointimes
Criptomoedas

Bilionário mexicano promove bitcoin através do Banco Azteca

bilionário mexicano

O bilionário mexicano Ricardo Salinas Pliego disse no domingo (27) que seu negócio bancário pode começar a usar bitcoin, tornando-se o primeiro banco do México a aceitar a criptomoeda. 

Ele disse no ano passado que tinha cerca de 10% de seu portfólio líquido investido em bitcoin. No domingo (27), ele afirmou que todos os investidores deveriam estudar a criptomoeda e seu futuro.

“Claro, eu recomendo o uso de #Bitcoin, e eu e meu banco estamos trabalhando para ser o primeiro banco no México a aceitar #Bitcoin”, disse Salinas em um tweet.

Pliego, já conhecido como um proponente do Bitcoin, manteve sua convicção, promovendo a tendência da América do Sul para a maior criptomoeda.

“Isso é totalmente certo, Bitcoin é o novo ouro, mas muito mais portátil, o transporte de Bitcoin é muito mais fácil do que ter suas barras de ouro nos bolsos … e eu sei que serei atacado por amantes do ouro”, ele respondeu a um tweet do CEO da MicroStrategy, Michael Saylor.

Saylor havia compartilhado uma entrevista anterior em vídeo com Pliego, na qual ele argumentou que o Bitcoin supera facilmente o dólar americano quando se trata de preservação de riqueza.

Salinas, considerado o terceiro homem mais rico do México com uma fortuna familiar estimada em US$ 15,8 bilhões pela Forbes, é o dono do grande Banco Azteca.

Além disso, ele é o fundador e presidente do Grupo Salinas, um conglomerado corporativo mexicano que abrange a rede de televisão e rádio TV Azteca, o varejista de eletrônicos de consumo Grupo Elektra, o clube de futebol Mazatlan FC e o Banco Azteca.

De acordo com o Bloomberg Billionaires Index, a fortuna de Salinas aumentou US$ 2,8 bilhões este ano, saltando para US$ 15,8 bilhões.

Leia Mais: 

Posts relacionados

Ações memes voltam com AMC subindo 126%

BlockTrends
3 de junho de 2021

Ripple vai adquirir outra empresa de pagamentos, dessa vez na Ásia

Cointimes
30 de março de 2021

Avalanche lança Multiverso, um programa de aceleração de subnets

Vini Barbosa
9 de março de 2022
Sair da versão mobile