Cointimes
Bitcoin

Bilionários começam a vender ações, como isso pode impactar o Bitcoin?

Por que o Bitcoin está subindo?
Coingoback

Algumas das pessoas mais ricas do mundo estão despejando ações que compraram na quinta-feira negra no último mês de março. Graças a uma forte correlação contínua entre o mercado de ações e o Bitcoin, vendas massivas também podem afetar a criptomoeda.

Se o mercado de ações começar a cair novamente, como isso afetará o Bitcoin nos próximos dias?


Leia também: Para apreensão de bitcoins é necessária “uma bela dose de boa vontade do devedor”, diz juiz


Bilionários se preparam para despejar ações no mercado, diz banco suíço UBS

De acordo com a UBS apelidada de “banco fortaleza para bilionários”, os mais ricos do mundo estão prontos para lucrar com as ações que compraram em março.

Em entrevista à Reuters, Josef Stadler, chefe de escritórios familiares globais do UBS, revelou como algumas das famílias mais ricas do mundo aproveitaram a recente volatilidade do mercado de ações.

Stadler explicou que famílias com um patrimônio líquido médio de US$ 1,6 bilhão compraram pesadamente na baixa durante o colapso de março. Ele acrescenta que esses mesmos investidores agora temem que a recuperação esteja perdendo força e estão realizando os lucros.

O analista espera que o capital flua para fundos de private equity, mercado imobiliário e ativos ilíquidos.

As pressões de venda de fortunas tão grandes, totalizando bilhões, podem causar a “segunda queda” que alguns economistas temem. Nesse cenário, o mercado de ações seguiria o observado em 1929, quando uma falha na recuperação em forma de V levou a outro crash.

Segunda queda depois da “Hoover Recovery” na crise de 29

Os investidores que pensaram que o pior já havia passado estavam confiantes demais em uma recuperação que nunca deu certo. A queda resultante pegou muitos investidores de surpresa, causando uma reação mais severa.

Com a injeção de liquidez dos bancos centrais e notícias de potenciais vacinas mostrando resultados positivos, o excesso de confiança de que o pior já passou poderia levar a outro cenário de puxar o tapete.

E outro cenário de baixa no preço das ações pode ser prejudicial à corrida altista do Bitcoin que está potencialmente se formando.

Comparação do desempenho do Bitcoin (em dólar) e do índice S&P 500. Fonte: TradingView.

Cenário de queda das ações poderia trazer novas baixas para o mercado de criptomoedas?

Nos últimos meses, o Bitcoin parece ter mostrado uma correlação com o S&P 500 – um popular índice do mercado de ações dos EUA.

Como o nome do índice indica, ele mede o desempenho de 500 ações diferentes dos EUA. Se esses investidores bilionários começarem a despejar ações listadas no S&P 500, o índice poderá cair novamente.

Na quinta-feira negra, os principais índices de ações como o S&P 500 foram dizimados. O Bitcoin caiu 50% em menos de 48 horas.

Ambos os ativos se recuperaram pela mesma trajetória em forma de V e outro crash poderia fazer com que os dois caíssem novamente.

Se o Bitcoin atingir um valor abaixo do fundo de março, o criptoativo estará em risco de definir um novo longo bear market. Para que isso aconteça, no entanto, o Bitcoin deve ser negociado abaixo de US$ 3.200, onde o fundo atual está definido.

Qual a sua opinião sobre a suposta correlação do mercado acionário com o criptomercado? Deixe seu comentário abaixo!


Conheça o Coingoback, onde seu cashback vira investimento!


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!


 

Sair da versão mobile