Cointimes
Análise Técnica - Preço do bitcoin

Bitcoin andando de lado, melhor momento de comprar?

Bitcoin

Através desse estudo é possível mensurar o risco do mercado, em que momento o Bitcoin está e, se é interessante alguma operação de compra e venda (trade).

O cenário atual do Bitcoin é de lateralização, por isso, devemos esperar o mercado tomar uma direção.

Leia Mais:

→ Quer aprender sobre o mercado de criptomoedas? Veja nosso relatório sobre o mercado de altcoins.

→ Também possuímos um relatório para quem quer investir em bitcoin

Análise de preço do dia 11/06

Preço segue na mesma lateralizarão dos últimos dias, rebatendo na zona dos 7600-8000 USD(T)

As médias Móveis de 50 e 100 períodos atuam como resistência desde então e o preço tem ficado rebatendo entre a MA 200 e as demais ( MA = Média Aritmética; EMA = Médias Exponenciais)

Continuamos em tendência baixista que só sera anulada caso o preço rompa os 8250 USD(T)

Suportes principais em 7600 e 6900-7100 USD(T).

(Suportes são as melhores zonas de compra!)

Esse material não é uma recomendação de compra ou venda, somente um estudo para lhe auxiliar em sua tomada de decisão.

A Financial Move é uma consultoria especializada em criptomoedas.

Conheça nossos serviços em http://www.financialmove.com.br

Não deixe de entrar nos nosso canais no telegram.

Participe da comunidade no Telegram: http://bit.ly/FiancialMoveForum

Entre para nosso canal no Telegram: http://bit.ly/FinancialMoveCanal

QUER RECEBER ARTIGOS E NOTÍCIAS COMO ESSA DIARIAMENTE NO SEU E-MAIL?

INSCREVA-SE ABAIXO!

Prometemos não mandar spam, só conteúdo bom.

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Posts relacionados

Samourai Wallet lança full node do Bitcoin melhorado

Cointimes
11 de junho de 2019

Especulação com Bitcoin em El Salvador é impulsionada por carteira centralizada

Bruno Haacke
5 de outubro de 2021

A máquina norte coreana de lavagem de criptomoedas saqueou cerca de R$ 2 bi em 2021

Bruno Haacke
14 de janeiro de 2022
Sair da versão mobile