Cointimes
Bitcoin

Bitcoin e S&P 500 estão super relacionados

Gráfico de mercado

A correlação do bitcoin com as classes de ativos estabelecidos do mercado tradicional tem sido explorada há anos por investidores de uma ampla gama de indústrias e origens.

Como o principal ativo digital tem sido submetido a uma pressão descendente, com US$ 280 bilhões em fluxos de saída da capitalização de mercado desde o início de 2022, sua correlação com o índice S&P 500 também atingiu um novo recorde histórico.

O fundador e CEO da Quantum Economics Mati Greenspan revelou em seu Twitter que a correlação do Bitcoin com o S&P 500 “atingiu um recorde frustrante sem precedentes.”

A estrategista chefe de investimentos da Charles Schwab & Co, Liz Ann Sonders, também observou em um tweet como a correlação entre o S&P 500 e o Bitcoin continua a subir, e ainda afirmou que “o desempenho passado não é garantia de bons resultados futuros.”

O debate sobre o Bitcoin ser um ativo seguro ou um investimento arriscado está suscetível  à sensibilidade da moeda aos mercados de ações, e se intensifica em meio a preocupações sobre os planos agressivos do Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos, que podem levar a economia do país a uma recessão.

Alguns economistas alertam que a economia dos EUA está prestes a colapsar à vista que a população do país está comprando menos e pagando preços mais caros.

Alguns especialistas em mercados financeiros tradicionais estão começando a acreditar que as ações podem ser uma proteção razoável contra a inflação, uma vez que as empresas podem potencialmente aumentar os preços para proteger suas margens de lucro.

Com esta mudança, a história do mercado acionário está se tornando mais parecida com a história do bitcoin, que há muito tem sido considerada por muitos investidores como uma possível proteção contra o rápido aumento dos preços ou o declínio do dólar. 

No entanto, o índice do dólar americano subiu para seu nível mais alto em 20 anos na segunda-feira, 9 de maio, apesar da inflação crescente. O coeficiente de correlação entre o Bitcoin e o S&P 500 é um dos valores mais altos do ano até agora. Como resultado, quando o mercado acionário sobe, o Bitcoin muitas vezes segue o exemplo

Enquanto isso, defensores da criptomoeda há muito sugerem que, devido ao fato de serem uma classe de ativos idiossincráticos, o Bitcoin e outros ativos digitais podem servir de cobertura contra flutuações selvagens em outras partes do mercado financeiro. Porém é possível desafiar esse conceito pois setores mais especulativos do mercado estão sob pressão devido ao recente aumento das taxas.

Leia também:

A NovaDAX está cheia de novidades!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil agora ZEROU as taxas para saque em real!

A NovaDAX também conta taxa zero para transações de Bitcoin e mais de 110 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.

Posts relacionados

Bitcoin fica abaixo de R$100 mil com maior queda do dólar em 2 anos

Cointimes
2 de dezembro de 2020

Coluna do TradingView: De Olho no Topo

Trading View
22 de julho de 2020

Milionário das criptomoedas doará US$1 milhão para Greta Thunberg

Cointimes
19 de dezembro de 2019
Sair da versão mobile