Cointimes
Altcoins

Bitcoin ultrapassa US$ 50 mil, Terra rouba a cena e inflação inibe compras de Natal – Resumo de Mercado

mercado no natal e Bitcoin papai noel

Nesta sexta-feira natalina (24) a capitalização de mercado das criptomoedas aumentou em US$ 120 bilhões em um dia, à medida que o bitcoin ultrapassou US$ 51.000, segundo o CoinGoLive.

As altcoins também são em sua maioria positivas, com Terra roubando a cena após um aumento de dois dígitos para um novo recorde de US$ 100. Confira no Resumo de Mercado como a inflação está inibindo as compras de Natal de última hora também na bolsa.

Ranking de criptomoedas – Fonte: CoinGoLive.com

 

Bitcoin ultrapassa US$ 50 mil 

O líder das criptomoedas por capitalização de mercado tentou ultrapassar a cobiçada marca de US$ 50.000 em várias ocasiões nas últimas semanas, com pouco ou nenhum sucesso. A última tentativa ocorreu há dois dias, quando o BTC foi interrompido pouco antes desse nível. 

A rejeição subsequente levou o ativo ao sul novamente para cerca de US$ 48.000, conforme relatado ontem. No entanto, foi aqui que os touros voltaram a brincar e mudaram o cenário. 

Nas horas seguintes, o BTC começou a aumentar de valor rapidamente. Isso levou a uma quebra acima de US$ 50.000 e até mesmo a US$ 51.500, que se tornou o preço mais alto desde 7 de dezembro. A capitalização de mercado do Bitcoin aumentou para bem acima de US$ 950 bilhões. 

Inflação inibe as compras de Natal também na bolsa

O IPCA-15 divulgado essa semana revelou maior disseminação da alta de preços pela economia, e investidores de ações vão cortar o peru mais cautelosos desta vez. 

Neste pregão com o menor volume de negociações de 2021, a pressão vendedora no Brasil tornou a prevalecer na contramão do mundo.

O mercado acionário nacional apenas aprofundou mais um pouquinho o descompasso em relação ao exterior visto na semana. Haja vista a queda de 19% do Ibovespa cotado em dólares até aqui no acumulado do ano, contra ganhos de 25% colecionados na bolsa de Nova York.

Com queda de 0,33% nesta sessão derradeira, o Ibovespa apanhou 2,15% na semana. Aos 104.891 pontos, em sua segunda semana de baixa seguida, reduziu ganhos concentrados na primeira quinzena de dezembro a 2,92%. 

Desta vez, não teve ômicron que segurasse o ímpeto dos principais índices do mundo. No Brasil, um horizonte que se divide entre crescimento baixo ou negativo, juros e inflação altos e eleições das mais nervosas da história, faz os investidores temerem o que virá em 2022. 

Terra e CRO roubam a cena  

As últimas 24 horas também foram altamente otimistas para as moedas alternativas. Ethereum, que lutava abaixo de US$ 3.800 há poucos dias, agora está acima de US$ 4.100 após um aumento diário de 3,46%.

A moeda nativa da Crypto.com e a Terra são os dois ganhadores mais significativos entre as maiores altcoins. O LUNA subiu 14,73% para um novo recorde de US$ 100. CRO subiu 13,79% para acima de US$ 0,6.

O resultado das principais altcoins nas últimas 24 horas é o seguinte: Ethereum (+3,41%), Binance Coin (+3,54%), Solana (+5,29%), Cardano (+7,10%), Ripple (-0,03%), Terra (+14,73%), Polkadot (+7,63%), Avalanche (+2,74%), Dogecoin (+3,38%), Shiba Inu (+5,65%) e Polygon (+1,63%). 

De acordo com o CoinGoLive, a capitalização de mercado de todos os ativos cripto aumentou para cerca de US$ 2,5 trilhões nesta sexta-feira.


Acompanhe as notícias do mercado cripto no grupo do Telegram do Cointimes (acesse) e boas festas!

Posts relacionados

Podcash 37 – As piores frases da semana, Samsung Coin e BTC ecofriendly

Cointimes
20 de julho de 2019

Ladrões tentam roubar “Embaixada do Bitcoin” mas não conseguem, veja o vídeo

Neto Guaraci
19 de julho de 2019

Ursos tomam conta do mercado e Bitcoin volta aos US$ 45.500 – Resumo de Mercado

Bruno Haacke
18 de agosto de 2021
Sair da versão mobile