Uma ação coordenada da Polícia Civil desarticulou uma quadrilha suspeita de aplicar golpes com Bitcoin.

Segundo informações do Paraná Portal, a quadrilha prometia rendimentos absurdos de 3% a 4% ao dia e teria aplicado um golpe de R$1,5 bilhão. Eles atuavam usando mensagens de Telegram e WhatsApp para atrair e converter suas vítimas, conseguindo captar 70 milhões.

“Se eles fossem pagar hoje os investidores, teriam que pagar aproximadamente R$ 1,5 bi, totalmente inviável, o que mostra o crime de estelionato. Estamos tentando buscar valores para o ressarcimento das vítimas”, disse o delegado ao Paraná Portal.

Foram mais de 50 policiais de diferentes estados envolvidos na operação, alguns deles fizeram busca e apreensão na corretora Braziliex, suspeita de ser usada pelos criminosos.

A corretora de bitcoins se pronunciou sobre a investigação:

Agentes da Delegacia de Estelionato de Curitiba estiveram na sede da Braziliex no dia de hoje, 05/12/2019, buscando informações a respeito de fraudadores e pirâmides financeiras.

Firmando o nosso compromisso com a transparência, esclarecemos que recebemos prontamente os agentes e esta ação em NADA interferiu as operações da empresa. A Braziliex atua com forte política de Compliance e ações para coibir possíveis crimes, portanto, a documentação solicitada foi prontamente disponibilizada por nossa equipe de Compliance.

Reforçamos que a Braziliex mantém fortes práticas e mecanismos para o combate à lavagem de dinheiro através de criptoativos, seguimos nosso trabalho com procedimentos de KYC, utilizando como base jurídica o direito brasileiro, europeu e orientações de organismos internacionais engajados no combate à lavagem de dinheiro.

Todas as funções de compra, venda, saques e depósitos estão funcionando normalmente na Braziliex.

Qualquer dúvida, entre em contato com nossa equipe pelo Chat Online, via ticket em nosso Suporte e redes sociais.

Mais dados serão apresentadas em uma coletiva de imprensa da Polícia Civil marcada para hoje. Iremos atualizar a matéria conforme novas informações forem chegando.

Vale ressaltar que a Braziliex não participava do golpe, ela pode ter sido usada pelos criminosos, e por isso a Polícia foi investigar.