Cointimes
Bitcoin

Camgirls aproveitam quarentena para faturar em Bitcoin

Camgirls bitcoin

Em meio a quarentena devido ao coronavírus, várias áreas da economia estão sendo fortemente prejudicadas, mas a indústria pornô definitivamente não é uma delas.

Diversos sites adultos estão vendo um grande aumento no número de acessos e nos faturamentos, e o mais incrível é que eles aceitam bitcoin.

Há alguns dias, nós publicamos uma matéria sobre como ganhar dinheiro trabalhando em home office, mas não incluímos as camgirls ou indústria de pornografia.

Quarentena em sites pornô

O Pornhub aproveitou o momento para tentar aliviar a tensão com uma campanha de marketing que iniciou na Itália, mas depois se estendeu para o mundo todo: contas premium de graça para todos por 30 dias.

Já o site de conteúdo adulto CameraHot teve um aumento de 300 mil visitantes comparado com fevereiro, segundo a VICE. Enquanto isso o Câmera Privê viu um aumento de 15% no volume de novos usuários, tudo porque as pessoas não estão saindo de casa.

Em entrevista para a VICE, modelos relataram ganhos de até 700 reais por dia.

Modelos podem ganhar em criptomoedas

Em dezembro de 2019 o Paypal bloqueou o Pornhub, impedindo que milhares de pessoas comprassem conteúdo e que as modelos recebessem.

Qual a solução? É isso mesmo, eles começaram a aceitar criptomoedas e o dólar digitalizado.

O site de conteúdo adulto adotou a moeda USDT (stablecoin lastreada em dólar) além da Verge, uma cripto voltada a privacidade. Ou seja, tanto os clientes quanto as modelos agora podem usar criptomoedas.

“Para quem não sabe, o USDT é uma moeda criptográfica que segue o dólar americano, o que significa que um token USDT é (sempre de valor) igual a um dólar americano. As transações do USDT podem ser feitas globalmente em alguns segundos e não há taxas.”, disse o blog oficial do site.

A mineira dos Bitcoins

Um dos casos de atrizes que estão lucrando bastante com a adoção de criptomoedas é a “Yasmin Mineira” (@MineiraY), que se descreve “Cruzeirense, estudante de medicina, ancap e atriz para maiores de 18 anos”. 

Ela aceita bitcoin e faz programações para adultos na internet, recebendo doações com a criptomoeda de Satoshi Nakamoto.

Veja mais detalhes sobre as “stablecoins” no post:

“A indústria pornô serviu de modelo para uma variedade de mecanismos de vendas online, incluindo taxas mensais , fornecimento de material gratuito extensivo como uma atração para os visitantes do site e o conceito de venda adicional (venda de serviços relacionados a pessoas) depois de ingressar em um site.”

“De inúmeras formas, grandes e pequenas, a indústria pornô abriu um caminho comercial que outras indústrias estão se apressando em seguir”, afirma Frederick Lane, autor do livro “Obscene Profits: The Entrepreneurs of Pornography in the Cyber Age

Como não possuem fronteiras e são resistentes à censura, criptomoedas são uma tendência em sites adultos. Bongacams, Xotika, Live Jasmin e Strip 4 bit são exemplos de sites que trabalham com bitcoins.


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das maiores exchanges do Brasil e do mundo, e compre Bitcoin, Ethereum, USDT e outras principais criptomoedas pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!


 

Sair da versão mobile