A província chinesa de Yunnan começou a pressionar a operação de bitcoin na região, o que poderá levar ao fechamento de até 64 mineradoras da criptomoeda.

De acordo com o portal Wu Blockchain, o governo das prefeituras autônomas de Yunnan Dehong Dai e Jingpo entraram em acordo para limpar o setor de mineração de bitcoin.

Elas estão demandando o fechamento e/ou retificação de 57 operadoras e 7 projetos de mineração em construção que estão ilegais.

A ação governamental irá desativar mineradores que estejam atuando sem autorização e possivelmente aqueles que não estiverem nos padrões de segurança da província. Os políticos também estariam preocupados com evasão de divisas.

Na sexta-feira, 29 de maio, uma explosão em uma estação hidrelétrica em Yunnan matou 6 pessoas e feriu outras 5. A causa da explosão é desconhecida no momento, mas um esforço em toda a província em inspeção de segurança foi desencadeado.

Embora não esteja relacionado às fazendas de mineração lá, o acidente pode levar a uma inspeção mais séria dos problemas de segurança e restrições aos mineradores locais. Há relatos de que algumas fazendas de mineração já tiveram sua energia cortada.

Apesar de não ser uma proibição, alguns mineradores acham que a ação irá aumentar os custos operacionais e já começaram a tentar vender as instalações, segundo jornal local.

Desde 18 de maio o hash rate do bitcoin não ultrapassa os 100 Th/s.

Taxa total de hash em TH/s (gráfico)
Taxa total de hash em TH/s. Fonte: Blockchain.com.

Veja também: Como minerar Bitcoin? Como funciona a mineração?