Nesta sexta-feira (24), mais uma repressão da China sobre as criptomoedas fez o Bitcoin e todas as demais altcoins caírem de preço rapidamente. 

Cerca de R$ 700 bilhões foram liquidados em 24 horas fazendo a capitalização do mercado de criptomoedas cair para R$ 10,3 trilhões (US$ 1,94 tri), segundo o CoinGoLive.

BItcoin retraiu para US$ 42.200 segundo o CoinGoLive e as demais altcoins também caem fortemente com o anúncio de repressão da china
Fonte: CoinGoLive.com.br 

China faz o Bitcoin retrair para US$ 42.219

O início da semana foi difícil para os touros bitcoin, já que o preço da criptomoeda despencou com os temores da crise imobiliária na China.

Leia também: Como a Evergrande impacta o Bitcoin: mais uma crise imobiliária pra conta

Hoje novamente a China tem destaque nos noticiários. Caindo quase 4% em 24 horas, o Bitcoin sofre com mais uma repressão ao mercado de criptomoedas pelo país asiático. 

O Banco Popular da China anunciou em seu site nesta sexta-feira que todas as transações relacionadas à criptomoeda são ilegais. O BC da China prometeu reprimir as atividades ilegais de comércio de criptomoedas e proibiu as bolsas estrangeiras de fornecer serviços a investidores do continente. 

“Todas as criptomoedas, incluindo Bitcoin e Tether, não são moeda fiduciária e não podem ser distribuídas no mercado”, disse o Banco Popular da China em nota oficial

Em relação à declaração de proibição das criptomoedas por parte do Banco Central Chinês, o CEO da exchange de bitcoin SatoshiTango comentou:

“A China já havia dado vários passos nessa direção. A notícia não é “nova”. No entanto, é mais um passo. Pessoalmente, acredito que as proibições não são boas e a China proíbe várias coisas que nós apreciamos: liberdade, descentralização, baixo controle por parte de uma organização. Sendo assim, o fato de proibirem as criptomoedas só reforça que essas características são reais”, disse Matias Bari, cofundador da SatoshiTango.

Afetados pela política, os tokens de várias das principais bolsas, que são principalmente de usuários chineses, caíram drasticamente. HT caiu 18%.

O que o banco central da China disse é apenas uma reiteração do que eles disseram em 2017, entretanto a notícia fez o Bitcoin cair 4,22% em um dia. Mesmo assim, o criptoativo está sendo negociado a US$ 42.000 – R$ 222.932 nas principais corretoras brasileiras – e sua capitalização de mercado caiu abaixo de US$ 800 bilhões.

Tradingview do Bitcoin mostra o candle retraindo
Gráfico do BTC/BRL, 1D, Binance – Fonte: tradingview.com

Altcoins sofrem mais que o BTC

A maioria das moedas alternativas tiveram trajetórias para baixo mais dramáticas do que o Bitcoin. 

O resultado das principais altcoins nas últimas 24 horas é o seguinte: Ethereum (-8,22%), Cardano (-4,20%), Binance Coin (-7,93%), Ripple (-7,97%), Solana (-8,81%), Polkadot (-6,61%), Dogecoin (-9,16%), Avax (-8,83%), Terra (+2,54%), Cosmos (-6,68%) e Chainlink (-7,27%).

A capitalização de mercado acumulada de todas as criptomoedas caiu para US$ 1,94 trilhão desde ontem.


Acompanhe as notícias do mercado cripto no grupo do Telegram do Cointimes, acesse.

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br