O Citigroup rebaixou a Microstrategy listada na Nasdaq para uma classificação de “venda” depois que a empresa anunciou que iria oferecer US$ 400 milhões em notas seniores conversíveis para comprar mais bitcoin. A Microstrategy atualmente detém cerca de 40.824 bitcoins.

Embora o Citigroup esteja recentemente otimista com o bitcoin, o analista do Citi Tyler Radke não está tão convencido com o anúncio da Microstrategy na segunda-feira de que pretende oferecer US$ 400 milhões em notas seniores conversíveis e usar o produto da venda para comprar mais bitcoin.

Radke rebaixou a Microstrategy Inc. (NASDAQ: MSTR) de “neutro” para “vender” na terça-feira. Ele escreveu:

Estamos rebaixando o MSTR para uma classificação de venda, visto que vemos a recente alta das ações como excessivamente estendida e vemos riscos incrementais para a história após uma nota conversível de US$ 400 milhões anunciada para financiar ainda mais compras de bitcoin.

“A recente venda de informações privilegiadas tem sido significativa e ampla e sugere que as ações podem estar supervalorizadas”, continuou o analista, acrescentando que “grande parte da equipe de gestão pode não ser tão otimista quanto ao bitcoin como o presidente/CEO Saylor”.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

A Microstrategy começou a comprar bitcoin em agosto, quando a empresa comprou 21.454 BTC e fez da criptomoeda seu principal ativo de reserva do Tesouro. Em setembro, comprou mais 16.796 bitcoins. A última compra foi na semana passada, quando comprou 2.574 bitcoins adicionais. A Microstrategy agora possui um total de cerca de 40.824 btc em seu caixa. O próprio CEO Michael Saylor disse que armazena pessoalmente 17.732 bitcoins.

Radke apontou que, embora a magnitude do investimento em bitcoin da Microstrategy até agora fosse “essencialmente sem precedentes”, ele disse que “pelo menos isso foi feito com excesso de caixa e a um preço inferior (por volta de US$ 11.000).”

Em contraste, ele disse que “a emissão de novas dívidas para financiar as compras de bitcoin é agressiva e talvez um empecilho para investidores de software, que podem temer que agora possuem um negócio de gestão de ativos mais arriscado”.

Além disso, ele avisou: “Também estamos preocupados que a empresa perca o foco na execução com o foco desproporcional do CEO Saylor em bitcoin em vez de administrar o negócio e sinais de deterioração do sentimento dos funcionários”.

Leia mais: Segundo JPMorgan, preço do ouro deve ser afetado por causa do Bitcoin


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!