Cointimes
Fintechs e Startups

Coinbase lidera aquisições e fusões em 2019

Coinbase

(Photo Illustration by Chesnot/Getty Images)

Uma recente pesquisa publicada pela TokenData mostrou um panorama das aquisições no mercado de criptomoedas.

O estudo “Bárbaros no Blockchain” revelou que o valor total de negócios (aquisições e fusões) em 2019 foi de US$692 milhões, número inferior aos US$2,84 bilhões em 2018.

Desde 2013, tivemos cerca de 350 M&A (mergers & acquisitions), totalizando US$4 bilhões, com valor médio de US$10 milhões por aquisição.

Aquisição por setor da cripto economia

Olhando de perto os dados, vemos que > 50% dos valores e negócios foram feitos por fundos e exchanges.

O setor de infraestrutura (dapps e protocolos) e mineração estiveram ativos e geraram em conjunto 67 M&A, com um volume de US$991 milhões negociados.

Os 53 M&A de empresas não envolvidas com o mercado de criptomoedas, como as aquisições de duas ‘startups’ (Chainspace & Servicefriend) pelo Facebook para o desenvolvimento da Libra, também vem crescendo. Elas são focadas majoritariamente na aquisição de talentos e conhecimento.

Binance, a mais tímida das exchanges

No gráfico acima vemos que as exchanges têm destaque e a norte-americana Coinbase lidera a lista de mais prolíferas compradoras.

Foram 16 aquisições da Coinbase, dentre elas a Earn que custou aos cofres da gigante US$100 milhões e o serviço de custódia Xapo negociado por US$55 milhões.

A Kraken é a segunda da lista, com 7 negócios. Como destaque temos a compra da corretora canadense Coinsquare e a aquisição por US$ 100 milhões da exchange de derivativos Cryptofacilities.

A Binance é a mais tímida apesar de ser a maior delas, com apenas três aquisições. São elas a carteira Trustwallet, a exchange de derivativos Jex e a indiana Wazirx.

A estratégia por trás das fusões e aquisições

Segundo a pesquisa, grande parte das aquisições foram feitas por motivos estratégicos ao invés de financeiros.

Ou seja, as aquisições foram feitas majoritariamente para consolidação de mercado, integração vertical ou tecnológica e aquisição de talentos.

As aquisições financeiras são voltadas retornos de investimento e geralmente feitas por fundos.

Protocolos e Dapps

A primeira fusão entre Dapps aconteceu em 2019.

As aplicações de apostas TronDice e Tronace anunciaram uma fusão. Os donos de tokens da TronDice podem trocar seus tokens pelos da Tronace.

A compra da Bittorent por US$122 milhões pela Tron Foundation também foi destaque em nesse ano.

O estudo conclui que o valor das aquisições desde 2013 é relativamente pequeno ao tamanho do mercado de criptoativos. Eles também encontraram uma correlação positiva entre o preço do bitcoin e a quantidade de aquisições e fusões.

Será que em 2020 teremos um crescimento dos negócios no mercado de criptoativos?

Veja também: Foxbit adquire a corretora Modiax.

Posts relacionados

BitPreço facilita que empresas ofereçam negociação de criptomoedas para clientes

Cointimes
5 de maio de 2022

Inter (BIDI11) passa a receber pagamento do cartão de crédito via Pix

1Bilhão
5 de abril de 2021

Nova regra da CVM lança as bases para adoção de modelo de sandbox regulatório no Brasil

Cointimes
28 de março de 2019
Sair da versão mobile