Cointimes
Legislação

Com 8 bitcoins, dono da DeepDotWeb se declara culpado por lavagem de dinheiro

lavagem de dinheiro com bitcoin

Tal Prihar, um israelense de 37 anos e residente no Brasil, era dono e operador do site de notícias DeepDotWeb, que direcionava seus leitores para mercados negros da darknet. Nesta quarta-feira (31), ele se declarou culpado pelo seu papel no site e por lavagem de dinheiro com bitcoin, de acordo com comunicado do Departamento de Justiça dos EUA.

De acordo com os autos, Prihar operava o site junto com o co-réu Michael Phan, de 34 anos. Eles forneciam links diretos para mercados ilegais que não eram acessíveis por meios de busca tradicionais como o Google. Destes marketplaces, que supostamente negociavam “armas de fogo ilegais, malwares e ferramentas de hacking, dados financeiros roubados, heroína e fentanil e outros contrabandos”, os dois recebiam pagamentos em bitcoin.

A dupla chegou a acumular 8,155 BTC, que no momento da escrita desta matéria são equivalentes a R$ 2.686.736,32. E, na tentativa de ocultar a origem dessa riqueza, Prihar transferia os bitcoins para outras carteiras e convertia uma parcela para contas bancárias que ele controlava em nome de empresas de fachada.

Apreendido por autoridades federais em abril de 2019, Prihar concordou em pagar US$ 8,4 milhões e o site foi derrubado. Ao tentar acessar o DeepDotWeb hoje, essa é mensagem que você verá estampando a página inicial:

Para o procurador-geral em exercício Nicholas L. McQuaid do Departamento de Justiça Divisão Criminal, a prisão do dono do site “envia uma mensagem clara de que não estamos apenas processando os administradores de mercados da Darknet que oferecem bens e serviços ilegais, mas também levaremos à justiça aqueles que visam facilitar e lucrar com eles.”

“Por seis anos, o DeepDotWeb foi um portal para facilitar a compra ilegal de itens, incluindo drogas perigosas, armas e softwares maliciosos”, disse o Agente Especial Interino encarregado Carlton Peeples do Pittsburgh Field Office do FBI.

Na visão de Peeples, a mensagem passada pela notícia da confissão de culpa de Prihar é para todos que pensam que a dark web é um porto seguro.

“O FBI trabalha regularmente com nossos parceiros locais, estaduais, federais e internacionais para desmantelar sites ilícitos e ir atrás dos responsáveis ​​por eles.”, concluiu.

Prihar deve ser sentenciado em 2 de agosto e pode pegar a pena máxima de 20 anos de prisão. Um juiz do tribunal distrital federal determinará qualquer sentença após considerar as Diretrizes de Sentenciamento dos EUA e outros fatores estatutários.

Veja também: Deep web abandona o bitcoin: “como planejado”

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Sair da versão mobile