Cointimes
Altcoins

Como minerar Monero em casa, tutorial passo a passo

mineração monero xmr

A nova atualização do Monero já chegou. Com ela temos o estabelecimento do RandomX, um algoritmo que dá vantagens para mineração de Monero em processadores normais.

Hoje você vai aprender a minerar Monero em casa, usando Linux ou Windows.

O porquê do upgrade do Monero?

A comunidade do Monero, após gastar meio milhão de dólares e meses de desenvolvimento, finalmente comemorou o upgrade que dá vantagens para quem minera com equipamento caseiro.

A mineração é essencial para qualquer criptomoeda, ela dá segurança a rede, validando transações, gerando novas moedas e beneficia mineradores honestos.

Quando Satoshi Nakamoto lançou o Bitcoin, foi usado um sistema de prova de trabalho (Proof of Work – PoW) para a mineração. Nakamoto descreve o PoW como ” essencialmente uma CPU um voto.

Ou seja, cada participante da rede poderia, por meio da sua prova de trabalho, participar ativamente do Bitcoin. Porém, empresas como a Bitmain criaram máquinas específicas de mineração (ASICs), destruindo o conceito de Nakamoto.

Buscando mais descentralização e participação dos usuários, a comunidade da criptomoeda Monero lançou o RandomX. Algoritmo que devolve o poder aos usuários, como desenhado por Nakamoto.

Se você não entende nada de mineração de criptomoedas, fizemos um podcast que vai te ajudar muito. Ouça:

Mineração de Monero na sua CPU/GPU

Antes de começar a minerar, vamos ver qual são os melhores processadores, assim você pode iniciar sua empreitada ciente da capacidade do seu hardware.

Segundo o site MoneroBenchmarks, o processador disponível no mercado que entrega mais hash por segundo é o Ryzern 3900X, com incríveis 14.200 H/s.

A AMD domina o ranking com os melhores processadores. O Ryzen 3900 com vários cloacks e configurações diversas impera na primeira página dos hardwares disponíveis para o público.

Definitivamente, vá de AMD se você estiver montando sua fazenda de mineração. Se você for comprar algum hardware, tente pegar o modelo mais novo.

Dentre as GPUs, a campeã é a AMD Vega 64 com 8gb de HBM2, batendo os 1188 H/s. Ela não é facilmente encontrada no Brasil e o custo benefício é horrível. Por isso, uma boa escolha seria comprar a GTX 1080, que entrega quase o mesmo resultado com um TDP menor.

Ok, talvez você já tenha seu hardware e simplesmente precisa aprender a minerar. Bom, há algumas maneiras de fazer isso.

Minerar Monero solo

Essa maneira de minerar XMR é voltada para aqueles que detêm muito poder de computação ou apenas querem ajudar a rede.

Se você tem algumas dezenas de processadores à sua disposição, talvez seja interessante minerar sozinho. Assim, você ganha a recompensa completa.

O jeito mais simples de começar (não o mais rápido) é usando o cliente oficial do Monero. Baixe o software para o seu sistema operacional, prefira a versão Command-Line Tools Only.

Blockchain sincronizado

Dependendo do seu processamento e da sua sorte, você pode demorar semanas, meses ou anos para achar um bloco. Esse método é recomendado apenas para ativistas ou pessoas com um enorme poder de mineração.

Mining Monero na “piscina”

A melhor maneira de minerar Monero para você que tem um hardware fraco, é se juntar a uma pool de mineração.

Nela, você irá compartilhar a recompensa dos blocos encontrados. Entretanto, para fazer isso precisamos compilar um software específico de mineração, o xmrig.

XMRIG no Ubuntu e derivados

Para os usuários do Ubuntu Linux, basta seguir os seguintes comandos para instalar o xmrig.

Primeiramente vamos instalar as dependências:

sudo apt install git build-essential cmake libuv1-dev libssl-dev libmicrohttpd-dev gcc-7 g++-7

Reinicie o computador:

sudo shutdown -r 0

Clone o xmrig do github:

git clone https://github.com/xmrig/xmrig.git

Crie um diretório e compile:

mkdir xmrig/build && cd build
cmake .. -DCMAKE_C_COMPILER=gcc-7 -DCMAKE_CXX_COMPILER=g++-7
make

Feito! Você acabou de compilar o xmrig, agora só precisamos configurá-lo. Mas antes, vou ensinar os usuários do Windows a instalar o minerador. Vá para o tópico Configurando o xmrig.

Instalando o Xmrig no Windows

Enquanto a instalação no Linux é fácil, no Windows é mais complexa e exige o download de 11 gigas.

Além do mais, de acordo com os meus testes, o minerador tem um desempenho de 10 a 20% inferior ao Linux.

Primeiramente, é necessário desativar completamente o Windows Defender ou qualquer outro antí-vírus. Ele reconhece o minerador como malware, apesar de não ser.

  1. Baixe o Visual Studio Community 2017, durante a instalação (do lado direito da janela) escolha a opção “Desenvolvimento com C++“.
  2. Faça o download da última versão do Cmake para Windows. Na instalação, escolha “Add cmake to system Path to all user”
  3. Faça o download das dependências no github – https://github.com/xmrig/xmrig-deps/releases; Extraia a pasta e mude o nome para xmrig-deps;
  4. Execute os seguintes comandos no cmd:
 cd xmrig
mkdir build
cd Build
cmake .. -G "Visual Studio 15 2017 Win64" -DXMRIG_DEPS=c:\xmrig-deps\msvc2017\x64

5. Compile:

Vá a até a pasta xmrig\build e abra o arquivo xmrig.sln pelo Visual Studio 2017.

Mude o build de “Debug” para “Release”, no “Compilação” selecione a opção “Compilar ALL_BUILD“.

O vídeo do canal X GNU Bio, explica o passo-a-passo para você que está com dúvidas:

Pronto, você compilou com sucesso.

Configurando o Minerador de Monero

Agora precisamos configurar o minerador. Vá até o diretório xmrig/src e abra o arquivo config.json. Se for usuário Windows, baixe o programa notepad++ e abra o file com ele.

Copie e cole o texto abaixo no config.json modificando “Endereço_da_Wallet” pelo seu endereço de Monero.

{
    "donate-level": 0,
    "cpu": true,
    "opencl": false,
    "cuda": false,
    "pools": [
        {
            "url": "pool.supportxmr.com:443",
            "user": "Endereço_da_Wallet",
            "pass": "Computador1",
            "keepalive": true,
            "tls": true
        }
    ]
}

Vá até sua wallet e copie o endereço do Monero. Se estiver usando o cliente oficial, então execute o comando “address” para obter o endereço.

Para iniciar a mineração de Monero, execute o seguinte comando para o Windows:

xmrig.exe --donate-level 0 -o pool.supportxmr.com:443 -u Endereço_da_Wallet -p Computador1 -k --tls

Para Linux:

./xmrig --donate-level 0 -o pool.supportxmr.com:443 -u Endereço_da_Wallet -p Computador1 -k --tls

Para adicionar outros computadores, você pode usar o mesmo endereço, mudando apenas o recurso “pass” no arquivo config.json.

Calculando o lucro

Para verificar os hash rate e a previsão de XMR gerados, você pode ir até o site da sua pool (supportxmr.com), colocar seu endereço e ver seus dados:

Para calcular seu lucro, vá até o site CoinCalculators, adicione os parâmetros e verifique o quanto você vai ganhar em XRM.

Não esqueça, a dificuldade na rede pode aumentar ou diminuir, o que irá contribuir para o resultado final da sua empreitada.

Se você gostou do post compartilhe, pois poderemos fazer uma segunda versão com dicas para melhorar o desempenho na mineração de monero.

Ficou alguma dúvida? Se sim, entre no grupo do Cointimes no Facebook e faça seu questionamento.

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Posts relacionados

Cardano e Ripple sairão do Top 10 em 2022 – por Arcane Research

Vini Barbosa
29 de dezembro de 2021

Fundação Litecoin faz parceria com a BlockFi

Cointimes
16 de janeiro de 2020

CEO da Ripple critica tribalismo do bitcoin, entenda as tribos do mercado cripto

Gustavo Marinho
21 de abril de 2022
Sair da versão mobile