Nascido em 1899, em Viena, o economista ganhador do Prêmio Nobel, F. A. Hayek, é uma espécie de lenda nos círculos liberais, libertário e cripto-econômicos. Imagens de vídeo recentemente redescobertas do filósofo da Escola Austríaca, mostram algo impressionante.

Em uma frase de efeito incrível, Hayek declara que a única maneira ter um bom dinheiro é tirá-lo das mãos do governo. Ele prossegue descrevendo de forma arrepiante um dinheiro que não requer permissão e nenhuma “autoridade” central.

“Algo que eles não podem parar”

Em um vídeo de 1984, Hayek é questionado sobre a necessidade de uma reforma monetária e é então que ele responde o seguinte:

Eu não acredito que teremos um bom dinheiro de novo antes de tirá-lo das mãos do governo, isto é, não podemos tirá-los violentamente das mãos do governo, tudo o que podemos fazer é por algum o caminho indireto introduzir algo que eles não podem parar.

Ouvindo a frase de Hayek é difícil não imaginar o Bitcoin no papel do “algo que eles não podem parar”.

A competição do dinheiro

Em sua obra ” A Desestatização do Dinheiro” o economista defende o livre mercado de moedas, isso quer dizer que empresas privadas emitiriam a moeda em uma competição por clientes.

Hoje a nossa moeda é de curso forçado (você é obrigado a usá-la) e controlada pela Banco Central.

Segundo as teorias do economista austríaco, uma competição entre moedas levaria a criação de um dinheiro superior ao seu similar governamental. Ela traria diversas vantagens ao consumidor, como por exemplo: maior dificuldade de falsificação, melhor estabilidade e denominações mais convenientes.

E é realmente isso que está acontecendo após a criação do Bitcoin. Estamos vendo a primavera das moedas, a separação entre Estado e Dinheiro. “O algo que eles não podem parar” abriu a caixa de pandora das teorias monetárias de Hayek, abriu também um laboratório de testes que por séculos ficou fechado.

Antes tínhamos apenas as moedas do Estado, hoje temos todos os sabores de moedas, de descentralizadas como o Bitcoin até a possível aberração do Facebook Coin.

E se Hayek estiver certo, como ele estava sobre a queda da União Soviética, nós estaremos usando moedas muito superiores àquelas emitidas pela Estado. Aliás, já não estamos?


Fica como recomendação de leitura dessa sexta a obra “Desestatização do Dinheiro” disponível na Amazon: