Rispar

Google anunciou na Game Developers Conference 2019 uma nova plataforma que busca unir a comunidade gamer, a Stadia.

O plano é usar a massiva infraestrutura e conhecimento na internet para criar um HUB que une tanto os jogadores que estão jogando o game quanto aqueles assistindo ao gameplay, conectando os gamers aos jogos independente do dispositivo que estão usando para assistir ou jogar os conteúdos.

Com o Stadia, o jogador pode transitar rapidamente entre assistir e jogar um game, independente da plataforma. O usuário assistindo um vídeo de gameplay, por exemplo, pode clicar em um botão e instantaneamente passar a jogar esse game.

Para essa solução entra em ação o Project Stream, servidor na nuvem que roda remotamente o game e envia para o dispositivo usado para jogar.

Coinext 760x150

 

Na demonstração a Google demonstrou a transição rápida entre múltiplos dispositivos, com um gameplay iniciado em um Chromebook sendo continuado em um PC de baixo desempenho e um televisor UHD em poucos instantes, sem necessidade de instalar o jogo ou sincronizar o jogo salvo.

Para dar conta da alta carga de processamento exigida para rodar games atuais em alta qualidade, a Google anunciou novos servidores com altíssimo desempenho que serão responsáveis pela renderização dos gráficos.

Mais potente que XBOX e PS4

Baseados em uma nova GPU da AMD, a Stadia, ela entrega um total de 10.7 Teraflops de desempenho, consideravelmente mais potente que os videogames mais poderosos disponíveis no momento.

De acordo com a Google, essa plataforma é capaz de entregar até 4K60fps, e poderá ser dimensionada a até 8K no futuro.

Por realizar o streaming online, um gamer jogando em 4K60fps tem a possibilidade de instantaneamente fazer essa transmissão para qualquer outra pessoa interessada em acompanhar a partida.

O segredo está no controle

A Google também apresentou um hardware, porém nada de console: o controle Stadia é focado em trazer a melhor experiência com a plataforma, se conectando na rede e identificando automaticamente qual tela o jogador irá utilizar para o gameplay.

Ele conta com os botões tradicionais que vemos em controles como o do Playstation e Xbox, com duas adições: um botão para comandos por voz e outro para captura e compartilhamento de conteúdos.

A Google Assistente pode entrar em ação para múltiplas ações, como localizar conteúdos, games e até mesmo ajudar a encontrar tutoriais de como passar uma fase em que o jogador está “emperrado”.

Com o conteúdo na nuvem, a Google pretende explorar múltiplas possibilidades. Além de compartilhar facilmente os saves e continuar o gameplay em qualquer dispositivo, Stadia dá aos servidores o controle total sobre o software, tornando o gameplay online livre de hacks.

A conectividade também evolui, e a Google acredita que será possível escalonar a quantidade de jogadores simultâneos, trazendo o gênero Battle Royale, jogado com centenas de players, para algo na casa dos milhares.

Até mesmo momentos específicos do gameplay, como o estado da fase, itens e vida do jogador, podem ser transformados em um link e compartilhado para outros gamers continuarem dessa situação específica, criando desafios para amigos ou para qualquer pessoa na internet.

Além do trabalho em conjunto com estúdios já estabelecidos, com o envio de mais de 100 plataformas de desenvolvimento para produtoras, a Google também vai trabalhar em conteúdo exclusivo para sua plataforma, criando a Stadia Games and Entertainment, que vai buscar experiências únicas para a plataforma da Google.

O STADIA ESTARÁ DISPONÍVEL AINDA EM 2019

O Stadia será lançado em 2019, inicialmente nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Europa, ainda sem uma data definida para começar a operar e ainda sem previsão para vir ao mercado brasileiro.

Via: Adrenaline


Invista em criptomoedas com segurança, alta liquidez e as menores taxas do mercado.

NovaDAX: a exchange mais completa do Brasil com mais de 25 criptomoedas listadas e a melhor nota de atendimento ao cliente.

Conheça novadax.com.br