A exchange brasileira Monnos, também conhecida como um cryptobank, lançou sua promoção de fim de ano, onde serão distribuídos até 10% de cashback em todos os gastos efetuados com o Monnos Card que sejam referentes a abastecimento de combustível.

O cashback ocorre na hora e se dá via MNS Token, a ‘criptomoeda’ própria deles. Porém, por ela estar listada globalmente, o usuário pode trocar por reais, por outras criptos, ou ainda acumular, o que só aumentará o percentual de cashback recebido.

Segundo o IBGE, puxado pela alta da gasolina, a inflação saltou para 1,25% em outubro, maior alta para um mês de outubro desde 2002. Com este salto, o número acumulado dos últimos 12 meses é de 10,67%. Por outro lado, após a pandemia, a economia ainda não retomou como esperado e a remuneração média do trabalhador só baixou.

Rodrigo Soeiro, CEO e co-fundador da Monnos, cita: “a Monnos, desde sua constituição, foi feita pela comunidade para a comunidade, assim, vendo este cenário ficou claro o que precisávamos fazer. Nossa missão é crescer junto com nossa base de usuários e é isso que estamos fazendo.”

Um setor que, obviamente, vem sofrendo muito com esta alta dos combustíveis são os motoristas de aplicativos, taxistas e caminhoneiros, segundo Eduardo Lima de Souza (presidente da Associação  de Motoristas de Aplicativos de São Paulo – AMASP) “cerca de 25% dos motoristas abandonaram a função devido às altas recorrentes. Soeiro da Monnos coloca: “para nós, o segmento de motoristas em geral está sendo atacado frontalmente pela inflação e vemos que esta iniciativa é sinérgica a suas necessidades de curto, médio e longo, afinal, além do cashback eles podem surfar crescimentos relevantes de vários criptoativos em nosso aplicativo”.

A Monnos é autointitulada o primeiro Cryptobank do Brasil, e já opera em mais de 118 países do mundo, passou por um IEO (Initial Exchange Offering) em 2019, e desde então vem evoluindo a passos largos com o apoio de sua base engajada de “MNS holders”. Além do cartão com cashback, eles têm pagamento de boletos, rede social de investimentos, onde usuários podem seguir outros usuários, agregador de notícias, para que a base fique sempre ciente de tudo que está rolando em cripto, e ainda a possibilidade de comprar e vender mais de 70 criptoativos diferentes.

Veja o review da Monnos que fizemos no ano passado:

Veja também: [Podcast] Sobraram apenas 10% dos bitcoins, e agora?

Passfolio