Coingoback

No dia 31 de outubro de 2020 o White Paper do Bitcoin completou 12 anos de existência.

Esse documento marca o pontapé inicial para o mercado das criptomoedas, e pode ser considerado a base para todas as inovações e para tudo o que vivemos nesse mercado na atualidade.

Em comemoração a essa data, e pensando em analisar a evolução do Bitcoin nesses 12 anos de história, a Mercurius preparou um Report Mensal (baixe ele gratuitamente aqui) especial, onde irei analisar os principais acontecimentos pelos quais o Bitcoin passou.

Vou passar pelos principais mitos e verdades sobre o mercado, e mostrar o que podemos esperar para esse ativo nos próximos anos…

P.S. Se você não conhece o passado do que você está investindo, talvez você esteja investindo da forma errada...

Preço do Bitcoin em USD (2014-2020)
Preço do Bitcoin em USD (2014-2020)

Acompanhe abaixo o início dessa análise…

Uma nova proposta

Se você já acompanha a Mercurius Crypto há algum tempo, tenho certeza que você já viu o gráfico abaixo… Para mim, ele é a melhor forma de ilustrar a mutabilidade do Bitcoin e a intenção inicial do ativo desde sua criação, em 2008.

O primeiro ponto a se observar é que, na maioria das interpretações sobre o que é o Bitcoin, você sempre irá se deparar com a ideia de um ativo descentralizado que não pode ser censurado.

A criptomoeda teve origem com a filosofia dos Cypherpunks, um movimento que, desde a década de 80, tentava criar uma moeda digital descentralizada para confrontar o mundo do dinheiro fiduciário.

Sem dúvida alguma, o Bitcoin foi criado inicialmente para ser apenas uma moeda, mas com características únicas, como a facilidade de transação e o fato de ser 100% digital.

Como o mercado compreende o Bitcoin

Essa “missão” do ativo fica evidente ao ler o White Paper do Bitcoin, onde Satoshi Nakamoto deixa claro em seu título: “Bitcoin: um meio de transação pessoa para pessoa eletrônico.”

A intenção inicial do ativo sempre foi ser um meio de pagamento simples, rápido, barato, descentralizado e que preservasse a identidade das pessoas que o utilizavam (sendo isso possível de ser utilizado tanto para o Bem quanto para o Mal).

Em suma, poderíamos definir a ideia do White paper do Bitcoin em uma única frase:

“Um manifesto com uma única crítica fundamental ao sistema financeiro atual, a centralização do poder de decisão sobre o dinheiro, que causa diversas anomalias no mercado e impacta nossa vida todos os dias.”

whitepaper do bitcoin, de Satoshi Nakamoto
White Paper do Bitcoin

A Dor da Inovação

E como toda revolução, naturalmente, os benefícios criados pela inovação começam a ser utilizados muito mais de forma negativa do que positiva.

Infelizmente, a primeira grande aplicação (em 2011) para a revolução das criptomoedas foi o Silk Road, um Market Place na Deep Web em que você poderia comprar qualquer coisa utilizando BTC.

Isso fez com que, naquele período, de acordo com um estudo promovido pela Universidade de Sydney, 44% dos Bitcoins existentes tivessem alguma relação com atividades ilícitas, criando o primeiro grande mito relacionado ao mercado de criptomoedas: “Criptomoedas são perigosas e usadas apenas na Darknet.”

Página de vendas da Silk Road

A Primeira Grande Queda

Bem, já que chegou até aqui, acredito que você vai ter interesse em ler esse Report Completo.

São 30 páginas contando a história do ativo e seus principais marcos. Você, como investidor desse mercado, tem a obrigação de conhecer a curta história do mesmo.

E, vai por mim, você vai entender por que nós consideramos o Bitcoin o ativo mais antifrágil da história.

Sem mais delongas, Baixe o Report Gratuitamente:

Clique Aqui para Baixar

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br