Coingoback

Um empresário foi preso na madrugada de sexta-feira (18/09) por policiais civis da Divisão Antissequestro (DAS) no Ceará. Ele confessou ter planejado há mais de 1 mês o sequestro de uma mulher para atingir seus filhos, com os quais alega ter tido prejuízo em investimentos com criptomoeda.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito manteve uma mulher de 44 anos em cárcere privado em uma casa na cidade de Moraújo e tinha como objetivo arrecadar R$ 1 milhão em Bitcoin (BTC) da família da vítima.

Outras três pessoas também participaram do crime, mas enquanto uma não estava no local no momento da abordagem policial, duas conseguiram fugir pelo matagal. Todos os partícipes já tiveram suas identidades reveladas, no entanto. Para cada ajudante era prometido 10 mil reais por auxiliar no sequestro.

As investigações revelaram que o empresário viajou para a cidade de Tianguá um mês antes para monitorar o dia a dia da vítima e planejar o crime, tudo para se vingar de seus filhos, que supostamente lhe levaram a ter prejuízo com criptomoedas. Mas além disso, os criminosos roubaram joias e quantias em dinheiro da mulher.

O mandante do sequestro já possuía passagens pela polícia por crimes de roubo, receptação, crime contra a incolumidade pública e posse de drogas.

Ele foi autuado “em flagrante por roubo majorado pelo concurso de pessoas e pela restrição de liberdade da vítima, associação criminosa e por extorsão mediante sequestro, crime hediondo com pena de reclusão de oito a 15 anos, insuscetível de anistia, graça e indulto, ou ainda de fiança.”

“Como colaborou para que a vítima fosse libertada, o suspeito pode ter a pena reduzida de um a dois terços. A Polícia Civil segue apurando todas as circunstâncias do caso e nas buscas pelos outros partícipes.”, finalizou nota da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social.


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!