Cointimes
Estudo de mercado

Estudo da Visa revela aumento na demanda por pagamentos mais rápidos

pagamentos mais rápidos com dinheiro digital

Dados apontam que 60% dos consumidores estão propensos a adotar pagamentos mais rápidos na América Latina e no Caribe; incluindo o Brasil (58%).

Já no caso das PMEs (Pequenas e Médias Empresas) das regiões pesquisadas, 52% delas também gostariam de aderir ao método mais rápido para melhorar o fluxo de caixa e acessar o dinheiro em menos tempo.

Otimização de caixa com pagamentos mais rápidos

A inovação do Pix pelo banco central está alinhada com uma crescente tendência mundial na busca por uma maior otimização dos sistemas de transferências de valores, através de soluções de pagamento mais rápido.

O estudo Faster Payments Landscape in Latin America, da Visa, conduzido pela Americas Market Intelligence na América Latina e no Caribe, revela que 60% dos consumidores e das PME’s das regiões pesquisadas gostariam de adotar métodos mais rápidos de pagamentos.

O estudo Faster Payments Landscape in Latin America

Segundo a pesquisa, 80% das pessoas entrevistadas consideram o surgimento de métodos mais ágeis uma facilidade bastante atraente, sendo que o interesse é maior entre consumidores jovens e de menor renda.

Já para as pequenas e médias empresas, 52% declaram que provavelmente adotariam meios de pagamentos mais rápidos se tivessem essa opção. Isso traria melhorias de controle financeiro e de fluxo de caixa, respectivamente, ainda mais após a recessão provocada pela pandemia de Covid-19.

O estudo também indica que mais de 30% dos pagamentos salariais nas regiões analisadas são realizados em dinheiro e que 80% das pessoas preferem receber de outra forma, o que evidencia a necessidade de uma infraestrutura de pagamento cada vez mais rápida, moderna e que corresponda aos anseios dos trabalhadores.

“Este é o primeiro estudo da Visa na América Latina voltado a examinar o estado atual e as oportunidades de pagamentos mais rápidos para consumidores e PMEs. E os resultados são evidentes – o acesso mais rápido ao dinheiro por parte de pessoas e empresas passou a ser fundamental para manutenção das condições de sobrevivência,  tornando a vida das pessoas ainda mais fácil”, comenta Romina Seltzer, vice-presidente sênior de Produtos e Inovação para a Visa América Latina e Caribe.

“Vemos que a tendência para pagamentos mais rápidos na América Latina tem crescido rapidamente, o que pode ajudar a impulsionar formas mais eficientes, contínuas e digital-first para trabalhadores, empresas e consumidores terem acesso ao dinheiro”. 

Acesso rápido ao salário ganho

Pagamentos mais rápidos já estão ganhando espaço na região, e não se limitam apenas a transferências de dinheiro entre pessoas (P2P).

Buscando ajudar a aliviar as preocupações financeiras, aumentar a produtividade e promover a inclusão financeira, empresas e funcionários estão descobrindo também novos benefícios, como o Earned Wage Access (EWA – Acesso ao Salário Ganho) – modelo que dá mais flexibilidade para receber pelas horas trabalhadas de outras maneiras para além dos intervalos fixos pré-acordados.

A Visa vem notando um interesse crescente em EWA em todo o mundo, o que sinaliza que as companhias  estão pensando nos talentos que empregam de uma forma diferente e que a força de trabalho precisa desse tipo de benefício. 

No Peru, por exemplo, a Visa, com a Niubiz e a TuSueldoYa!, é precursora de uma nova solução que possibilita que as pessoas acessem seus ganhos com trabalhos diários usando o Visa Direct.

Aplicativo: TuSueldoYa!

A nova solução nada mais é do que um conceito de salário sob demanda, que permite que colaboradores acessem a remuneração relativa aos dias já trabalhados, em tempo real, antes do término do ciclo de pagamento normal, ganhando mais flexibilidade e equilíbrio financeiro.

O EWA pode ser muito facilitado por redes de smart contract, ou por moedas digitais mais simples e focadas em microtransações mais rápidas, baratas e recorrentes, como é o caso desta pool de mineração de Ethereum que passou a utilizar nano para seus pagamentos mais rápidos e diários.

A Pool2Miners hoje já realiza milhares de pagamentos recorrentes todos os dias para milhares de mineradores, somando quase US$ 200mil por dia, enviados com confirmações descentralizadas e seguras em 0,3 segundos, sem nenhuma taxa de rede, com a Nano (XNO).

Saiba mais: Vale a pena comprar Nano? 100 dias de análise fundamentalista

​​Pagamentos mais rápidos para consumidores

A rápida inovação tecnológica cria em muitos consumidores a expectativa de que quase tudo esteja disponível em tempo real e sem inconvenientes.

De fato, o estudo revela que o acesso imediato ao dinheiro é o principal motivo para as pessoas desejarem adotar pagamentos mais rápidos (47%).

A alta probabilidade de adoção de pagamentos rápidos é registrada em todos os mercados incluídos no estudo: Guatemala (91%), México (69%), Colômbia (63%), Peru (59%), Brasil (58%), Argentina (49%) e Chile (48%).

O estudo mostra também que 50% dessas pessoas receberam 10 ou mais pagamentos em 2020 e que 19% recebem pelo menos um pagamento por mês, representando uma população cuja renda familiar mensal depende desses recebimentos.

Os pagamentos da economia gig (contratações temporárias) são o tipo mais frequente em todos os mercados, seguidos dos pagamentos P2P. Os desembolsos de benefícios sociais são particularmente significativos no Brasil e no Chile, onde o auxílio social relacionado à Covid-19 impulsionou os pagamentos do governo aos consumidores em 2020 e 2021. 

No entanto, 50% dos consumidores pesquisados relataram problemas para receber pagamentos. A principal reclamação é a falta de controle quanto à data do recebimento, especialmente para trabalhadores temporários ou informais.

Entre os principais casos de uso que geram desconfortos estão: pagamentos de seguro (57%), pagamentos de varejo (55%), desembolsos de empréstimos (53%) e a economia gig (53%). 

Segundo relatos das PMEs, mais da metade dos pagamentos leva mais de 24 horas para chegar ao beneficiário e os pagamentos internacionais estão entre os mais corriqueiros e problemáticos. Os atrasos nos pagamentos são apontados como o principal desafio.

Pagamentos  internacionais mais rápidos ao redor do mundo e sem taxas com nano

Este vídeo demonstra muito bem o potencial de pagamentos eficientes com dinheiro digital:

Melhorando o fluxo de caixa de PMEs 

Receber rápido e pagar de forma descomplicada está se tornando fundamental para o crescimento das pequenas e médias empresas.

A pesquisa descobriu que as principais causas de frustração com os pagamentos são a velocidade e a disponibilidade de fundos.

Com efeito, 45% sofreram com a falta de fluxo de caixa no ano passado. As empresas de médio porte foram as mais impactadas e quase 50% recorreram a empréstimos adicionais para solucionar problemas de liquidez.

Entre as PMEs afetadas, metade enfrentou problemas de caixa mensalmente durante a pandemia e um terço, pelo menos, uma vez a cada duas semanas.

Criptomoedas sendo utilizadas como soluções de pagamentos mais rápidos

Outra descoberta do estudo destaca que o uso de carteiras de criptomoedas está aumentando a demanda das PMEs por serviços financeiros não tradicionais.

As empresas que recebem pagamentos internacionais, por exemplo, têm duas vezes mais chances de receber ativos digitais do que as que só recebem pagamentos domésticos, o que reflete a crescente importância das criptomoedas como veículo para transferências de fundos internacionais. 

Tendo em vista o crescente interesse em criptomoedas em todo o ecossistema de pagamentos da América Latina, o relatório revela que 10% das PMEs já começaram a usar carteiras de criptomoedas.

As companhias argentinas lideram a adoção, seguidas pelas brasileiras e colombianas. A maioria que trabalha com criptomoedas opera no varejo, principalmente em subcategorias de venda de eletrônicos e roupas.

O levantamento destaca que pagamentos mais rápidos ajudariam mais da metade das PMEs a aumentarem sua resiliência financeira – 41% teriam melhora no fluxo de caixa e 36% poderiam pagar fornecedores de forma mais regular.

Além da nano, que já foi apontada anteriormente e é uma tecnologia muito eficiente para suprir as necessidades encontradas neste estudo, a procura por soluções mais rápidas e menos custosas já vem se mostrando uma tendência no mercado de ativos digitais.

Soluções de segunda camada, como é o caso da Lightning Network propõe resolver problemas de escalabilidade presentes no Bitcoin (BTC), líder de mercado.

Apesar de funcionar muito bem, a LN ainda é um projeto em desenvolvimento e possui alguns tradeoffs e problemas relacionados com centralização da rede, uso de carteiras custodiais e necessidade de fornecimento de liquidez por terceiros, para rotear transações entre canais não conectados.

Sendo que o problema de liquidez foi apontado no estudo como algo negativo por PME’s.

Apesar das trocas existentes na Lightning Network, a rede já vem crescendo e sendo adotada por usuários e instituições como meio de pagamento dentro da rede do Bitcoin. Como é o caso de El Salvador, Twitter e diversas exchanges do mercado.

Outras moedas como a Dogecoin se destacam como melhores alternativas de pagamento, chamando a atenção de Elon Musk, CEO da Tesla, para ser utilizada como dinheiro, mesmo a DOGE tendo sido criada para ser um meme financeiro no passado.

Outras moedas como Dash (DASH), Litecoin (LTC) e XRP (XRP) possuem propostas semelhantes.

A rede Polygon (MATIC) tenta solucionar problemas de velocidade de transações e taxas de rede presentes na Ethereum (ETH) que já possui concorrentes como Solana (SOL), Binance Smart Chain (BNB) e Avalanche (AVAX) que também oferecem experiências mais rápidas e baratas de transferências de valores.

Leia Mais:

Amazon se recusa a pagar taxas altas e pode estar se aproximando da Nano

Nano, Cannabis, Jay-Z e como eles estão relacionados

Árvore de Natal beneficente acende com doações em criptomoeda

Nano ganha novo ticker e símbolo monetário

Michael Saylor acredita que Bitcoin é melhor reserva, mas dólar é melhor moeda

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Posts relacionados

Bitcoin se aproxima de US$ 49 mil e temores sobre ômicron puxam os mercados para o sul – Resumo de Mercado

Bruno Haacke
21 de dezembro de 2021

Alta de preço do petróleo expõe risco de inflação acentuada – Resumo de Mercado

Bruno Haacke
8 de março de 2022

Por que as bolsas estão subindo se estamos em uma crise?

Cointimes
8 de abril de 2020
Sair da versão mobile