O token Ether, principal moeda da rede Ethereum, quebrou a barreira psicológica dos mil e cem dólares na manhã desta segunda-feira.

O rali chegou no seu topo no Brasil ao alcançar 51% de valorização nas últimas 24 horas batendo R$6100 em algumas corretoras. Desde então, o criptoativo voltou aos R$5.712,00 acumulando alta de 40%.

Como resultado são necessários apenas mais 35,17% de valorização para o ETH quebrar a alta histórica (ATH) em dólar de 13/01/2018 – quando a criptomoeda atingiu US$1448,18 segundo o site Coingolive.

Altcoins acompanham e bitcoin corrige

Bitcoin Cash, Litecoin, Cardano e outros criptoativos no top 10 acompanham a valorização do Ethereum. Enquanto isso, o bitcoin corrige 5% e volta aos R$168 mil após ultrapassar a marca dos R$180 mil no final de semana.

Cointimes Awards
tabela com o preço das altcoins

A narrativa entre alguns entusiastas é de que a altseason, momento no qual os preços das criptomoedas alternativas ao bitcoin sobem, começou. 

O que faz o preço do Ether subir tanto?

Parece que uma combinação de fatores fez o token subir tanto, dentre eles:

  1. Stake de 2,2 milhões de ethers no Ethereum 2.0 – esses tokens ficam fora de circulação até a entrega da fase 1,5 do ETH 2.0;
  2. Anúncio da CME sobre o lançamento de futuros de Ether, lançando especulações sobre a entrada de institucionais;
  3. Especulação sobre um alteseason.

Apesar da valorização, o aumento de preços teve seus efeitos negativos. A atividade na rede Ethereum foi para as alturas, assim como o preço para transacionar. Atualmente, o preço transação média chegou a R$50,00, impossibilitando a utilização de aplicações descentralizadas por pequenos investidores.


Invista em criptomoedas com segurança, alta liquidez e as menores taxas do mercado.

NovaDAX: a exchange mais completa do Brasil com mais de 25 criptomoedas listadas e a melhor nota de atendimento ao cliente.

Conheça novadax.com.br