Bitfy - 760x150

Sumiço de milhões de dólares em máquinas de mineração de bitcoin, tomada de fazendas de mineração por ex-funcionários, entregas atrasadas e até ameças. Essa é a situação caótica da maior produtora de máquinas para mineração do mundo, a Bitmain.

Alguém viu essas 10 mil máquinas de mineração?

De acordo com o anúncio publicado na conta WeChat de pré-vendas da Antminer, cerca de 10.000 Antminers em uma das maiores fazendas de mineração da Bitmain na Mongólia foram “transferidos ilegalmente” por seus ex-funcionários.

A empresa disse que denunciou à polícia local e pediu ao público para não comprar Antminers de fontes desconhecidas. Nenhuma pista sobre o paradeiro dessa quantidade de máquinas de mineração foi encontrada.

Os Antminers envolvidos incluem as séries S17 Pro / S17 / T17 / S15 / T15 / S9 Hydro e modelos Z11 para mineração de Zcash, algumas plataformas de mineração de moedas pequenas e protótipo de teste interno. O valor estimado do “roubo” é de 80 milhões de yuans.

Black Friday Coingoback

 

Os responsáveis pelo sumiço seriam apoiadores de Micree Zhan, o ex-CEO da empresa que briga para reobter o controle da companhia após ser expulso pelo fundador Jihan Whu no começo de 2020.

Desaparecimento? Não, “Reintegração de Posse”!

Contudo, legalmente Micree ainda é o diretor legal da filial em Pequim da Bitmain Technology, que por sua vez é dona da Fujian Chuangke Tech Co., empresa responsável pelas operações de mineração da Bitmain.

Zhan se defendeu dizendo que quem transferiu ilegalmente as máquinas de mineração foi Jihan Whu, e que ele só cumpriu a lei ao pegar de volta os rings de mineração.

A fúria do ex-CEO

Após conseguir a simpatia do Partido Comunista Chinês (PCC), Micree tomou legalmente a Bitmain Technology Co. em maio. 

Depois disso, ele fez o takeover da subsidiária em Shenzhen, responsável pelo envio das ASICs de Bitcoin. Como resultado, quem pagou adiantado pelas novas máquinas de mineração para contas bancárias ligadas a Jihan Whu foi proibido de receber as entregas, o que está causando atrasos para mineradores de btc no mundo todo.

O contra-ataque veio com Jihan criando outra empresa em Pequim chamada de Beijing Guiyuan Dalu, onde tentou transferir os contratos de prestação de serviço da Bitmain Technology Co. Jihan controla as redes sociais e a holding da Bitmain nas Ilhas Caimã, tendo acesso ao capital da empresa; enquanto isso, Micree tem o controle das fábricas e envios.

A briga só parou após reclamações de clientes explodirem nas redes sociais. Em 23 de junho os sócios entrarem em um acordo e resolveram dar continuidade nas entregas. Contudo, com essa nova revelação feita ontem, parece que o armistício durou pouco. 

O que acontecerá com a Bitmain? 


Invista em criptomoedas com segurança, alta liquidez e as menores taxas do mercado.

NovaDAX: a exchange mais completa do Brasil com mais de 25 criptomoedas listadas e a melhor nota de atendimento ao cliente.

Conheça novadax.com.br