Cointimes
Economia

O que aconteceu com a agenda econômica de Guedes?

Paulo Guedes e Bolsonaro

No fim de 2019, após o turbulento trâmite da reforma da previdência, o Governo Federal mandou ao Congresso Nacional o Plano Mais Brasil. Além das três PECs que compõem o plano, o Ministério da Economia também prometeu o envio das reformas administrativa, tributária e da lei que possibilitaria mais agilidade para se privatizar empresas estatais.

Em 2020, os esforços do governo foram direcionados para o combate à pandemia, deixando de lado as reformas econômicas em andamento. O Estado parece ter abdicado de qualquer responsabilidade fiscal. Somente esse ano, o déficit do Governo Federal será em torno de 900 bilhões. Isso representa 90% do que vai ser economizado em 10 anos com a reforma da previdência.

Apesar dos esforços e do time reformista montado por Paulo Guedes, diminuir os gastos do governo brasileiro parece ser uma tarefa extremamente difícil. Mas mais do que nunca, diminuir o tamanho do Estado foi tão necessário. Confira abaixo as principais propostas que devem voltar a ser pauta no legislativo brasileiro.

Porém, como a recente interrupção de Guedes em entrevista para imprensa demonstrou, parece que agora o governo está mais preocupado com reeleição do que com reformas.

Plano Mais Brasil

O plano, composto por 3 PECs, tem como objetivos principais a redução gastos e a retomada do controle das finanças pelo poder executivo através da desindexação de despesas obrigatórias.

PEC Emergencial

Essa PEC dá ao executivo -municipal, estadual e federal- o poder de acionar cortes de gastos emergenciais por até 2 anos, uma vez que a dívida do governo ultrapasse as suas despesas obrigatórias. Segue as principais medidas do projeto:

Vale notar que foi adicionado ontem à PEC o programa Renda Cidadã.

Trâmite: A PEC segue timidamente no Senado Federal, tendo previsão para ser aprovada em 2021.

PEC do Pacto Federativo

Tem como objetivo descentralizar o dinheiro do governo federal para estados e municípios

Trâmite: Está em discussão na Câmara, mas estima-se aprovação em 2021.

PEC dos Fundos

A PEC tem objetivo de desindexar o gasto com fundos públicos obrigatórios e direcionar esses recursos para o pagamento da dívida brasileira. O Senado modificou o texto permitindo que o governo executivo possa gastar os 200 bilhões anuais dos fundos também de outras maneiras.

Trâmite: Essa é a proposta mais simples para se passar no Congresso e talvez seja aprovada ainda esse ano.

O descontrole dos gastos do governo brasileiro paralisou a economia após 2008. Veremos se o Governo Federal ainda tem fôlego para aprovar essas PECs que pretendem reformar a estrutura fiscal do Brasil.

Leia também: O mundo está se afundando em dívidas

A NovaDAX está cheia de novidades!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil agora ZEROU as taxas para saque em real!

A NovaDAX também conta taxa zero para transações de Bitcoin e mais de 110 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.

Posts relacionados

O que South Park nos ensina sobre economia?

Neto Guaraci
13 de abril de 2020

Quem é o investidor de Bitcoin? Pesquisa completa!

Mayra Siqueira
31 de outubro de 2018

Investigação do FBI pode acabar confiscando bitcoins de corretoras brasileiras

Gustavo Marinho
22 de dezembro de 2020
Sair da versão mobile