Cointimes
Bitcoin

Governo quase destrói a aposentadoria de desenvolvedor do Bitcoin: “Eles atacaram minhas finanças ‘para minha própria segurança’”

James Lopp com arma na mão

Um dos desenvolvedores do Bitcoin passou por um problema causado por uma agência governamental que quase destruiu sua aposentadoria. O caso serviu para reforçar quantas camadas de vulnerabilidade existem no sistema financeiro tradicional, relatou o programador.

Jameson Lopp, engenheiro de software na CasaHODL e contribuidor de longa data do Bitcoin Core, contou por meio de seu blog como a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) dificultou o seu acesso aos seus fundos de aposentadoria.

Empregado nos Estados Unidos, Lopp possui um 401K, um plano de aposentadoria patrocinado pelo empregador. Como não poderia ser diferente, o bitcoiner adicionou compras de GBTC (fundo de bitcoin da Grayscale) em sua conta de aposentadoria para obter exposição ao bitcoin com vantagem fiscal.

“Eles disseram para ‘investir apenas o que você pode perder’, então eu só investi meus fundos de aposentadoria, minha carreira e minha reputação. [Você só vive uma vez (YOLO)].”, tuitou o dev do Bitcoin em dezembro de 2018.

O problema com a SEC

Porém, após alguns anos segurando GBTC ele descobriu o CXBTF, uma nota negociada em bolsa (ETN) que seguia o preço do bitcoin de maneira mais eficiente (pagando menos premium). Foi aí que seus problemas começaram, pois em 9 de setembro de 2018 a CVM dos EUA suspendeu as negociações desse produto de investimento.

A agência governamental alegou que o interesse público e a proteção dos investidores exigiam a suspensão da negociação de CXBTF, pois as especificações deste valor mobiliário não estavam claras.

Enquanto os materiais de aplicação de corretoras enviados para possibilitar a oferta e venda desses produtos financeiros nos Estados Unidos e alguns sites especializados em trading definiam o CXBTF como ETF (fundo negociado em bolsa), outras fontes públicas caracterizavam o instrumento como ETN (nota negociada em bolsa). Por outro lado, a emissora (uma empresa sueca chamada de XBT Provider AB) tratava o CXBTF como “certificados não vinculados a ações”.

Lopp não deu muita importância para a suspensão, pois ela durou apenas 10 dias, e seu investimento obviamente era para o longo prazo.

Dificuldades com corretoras

Meses depois, porém, ele percebeu que sua corretora mostrava um volume zerado para o ativo, além de um livro de ordens vazio.

Além disso, descobriu após um teste que a corretora realmente havia proibido a negociação das notas.

“Erro. Ordens de compra não são permitidas para este título.”

Após imediatamente ligar para a corretora, ficou sabendo que o time de suporte da própria corretora não fazia ideia de quando as negociações seriam permitidas novamente e recebeu a orientação básica de esperar e checar novamente em outro dia. Para o holder, por um momento, pareceu que o governo teria destruído sua aposentadoria.

Durante meses essa era a resposta padrão que recebia da intermediária de seus ativos: espere e cheque novamente outro dia. Até que Lopp foi atrás de maiores informações e viu que o CXBTF estava listado no mercado OTCQX e foi para o site do mercado de balcão.

“Mercado Cinza. Advertência Emptor (o comprador é o único responsável por checar a qualidade do produto antes da compra). Aviso ao comprador. Há uma preocupação de interesse público associado a empresa [emissora do ativo].”

De acordo com Jameson, a página do mercado de balcão listou uma série de possíveis razões pelas quais existia esse aviso impedindo a negociação, incluindo a suspensão da SEC, mas não deu a razão específica de por que ainda era um título do Mercado Cinza, apesar da interrupção da negociação ter expirado.

O desenvolvedor trocou emails com a OTC Markets e com a Coinshares, empresa que opera o ETN, mas não obteve sucesso. “Eu me cansei de dar voltas e não estava com pressa de vender, então fiz uma pausa.”, escreve ele.

Muitos meses depois…

Apenas em 2019, quando o BTC já estava subindo e tinha triplicado sua cotação desde a baixa de US$ 3.000, Lopp teve energias para tentar novamente ver a cor do dinheiro que a agência reguladora SEC tanto dificultou o seu acesso.

O engenheiro de software então entrou em contato com a mesa de operações de sua corretora, e a conversa fluiu dessa maneira, segundo sua publicação:

Lopp: <explica a situação mais uma vez>

Mesa de operações: “Podemos fazer um pedido para você, mas devido ao volume incrivelmente baixo, ele pode não ser executado ou pode levar semanas para ser concluído. Todos os dias o pedido é executado, ele cobra novas taxas de negociação.”

Lopp: “Isso é ridículo; posso ver que o Bitcoin Tracker One está sendo negociado em grandes volumes no mercado de ações sueco. Por que não posso simplesmente vender minhas ações lá?”

Mesa de operações: “Certamente, você pode fazer isso através da nossa Mesa de Operações Internacionais.”

Lopp: “PQP! Por que ninguém mencionou essa opção nos últimos 9 meses?!”

Lopp então entra em contato com a Mesa de Operações Internacionais:

Lopp: <explica a situação mais uma vez>

Mesa de operações Internacionais: “Podemos fazer uma ordem de venda, mas estamos proibidos de fazer ordens de compra. Como você gostaria de proceder?”

Lopp: “Não estou com pressa, só quero liquidar com segurança todas as minhas ações à taxa de mercado.”

Mesa de operações Internacionais: “OK, por favor, confirme que você deseja colocar uma ordem de limite para ____ ações da CXBTF com um preço pedido de 150 SEK.”

Lopp: “Ah, coroa sueca? Eu só sei o preço em dólares americanos. Espere.” <procura a taxa de câmbio> “NÃO! NÃOOOOOOOO! O valor justo de mercado é 450 SEK! O QUÊ?”

Mesa de operações Internacionais: “O quê? Meu terminal de negociação mostra o último tick em 150 SEK…” <digita freneticamente> “Opa, está informando o preço de setembro de 2018, quando as negociações foram suspensas. Ainda bem que você percebeu isso!”

Lopp: “Não diga.”

Mesa de operações Internacionais: “OK, por favor, confirme que você deseja colocar uma ordem de limite para ____ ações da CXBTF com um preço pedido de 450 SEK.”

Lopp: “Tudo bem. Confirmado.”

Após todo esse tempo e dificuldade, paciência e cuidado para não perder tudo ou grande parte do seu investimento, Lopp realizou a venda dos ativos lastreados em BTC e recebeu o dinheiro em sua conta.

Em uma discussão recente no Twitter sobre o governo violar ou não a liberdade financeira das pessoas, Lopp sugeriu que essa história era uma evidência de como a SEC, por exemplo, pode atacar as suas finanças “para sua própria segurança”.

Conclusão

Embora não seja segredo de que corretoras são terceiras partes de confiança, talvez não seja claro para todo mundo quantos pontos de falha podem existir no sistema financeiro tradicional. Esse é um resumo feito por Lopp:

“Ainda estamos nos primeiros dias de mercados descentralizados peer-to-peer resistentes à censura. Eu, por exemplo, anseio por um futuro em que possamos nos envolver livremente no comércio diretamente, sem várias camadas de intermediários que possam causar estragos em nossas finanças ao menor capricho.”, concluiu Jameson Lopp.

Leia também:

A NovaDAX está cheia de novidades!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil agora ZEROU as taxas para saque em real!

A NovaDAX também conta taxa zero para transações de Bitcoin e mais de 110 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.

Posts relacionados

Tether imprime US$ 400 milhões em duas semanas, Bitcoin será afetado?

Gustavo Marinho
23 de dezembro de 2020

Investment diversification in cryptos is a bad idea

Lucas Bassotto
31 de julho de 2018

Podcash #15 – Netflix mais caro, Bolsonaro sem apoio para Previdência, lançamento da Cosmochain

Cointimes
14 de março de 2019
Sair da versão mobile