Passfolio

O grupo financeiro Goldman acredita que é o momento de vender ações do streaming pela recessão em potencial e a crescente pressão da concorrência. 

As ações da Netflix (NFLX) caíram 68% este ano, mais de 72% em relação ao seu valor histórico mais alto. A empresa foi atingida nos últimos meses pelo medo de uma desaceleração pela primeira vez em mais de 10 anos.

O Goldman baixou sua meta de preço de US $265 para US $186 por ação, o que implica em uma queda de 3,5% em relação ao fechamento de quinta-feira.

De acordo com o analista Eric Sheridan, a empresa tem preocupações “sobre o impacto da recessão no consumo, bem como níveis elevados de competição sobre as tendências da demanda, expansão da margem, níveis de gastos e visão de conteúdo nos próximos 6-12 meses.”

Passfolio

O grupo estima uma receita média maior por usuário nos Estados Unidos até 2024, por conta da repressão da empresa ao compartilhamento de senhas e de planos com anúncios.

Se as plataformas de streaming concorrentes desacelerarem sua expansão internacional, a Netflix poderia, potencialmente, realizar adições brutas mais elevadas, bem como uma retenção melhor do que a esperada nos mercados internacionais, produzindo resultados para os assinantes acima de nossas expectativas atuais.

O Goldman também está pessimista com o Roblox (RBLX), citando o potencial de desaceleração no mundo pós-pandêmico, apesar do potencial de longo prazo das ações em jogos, enquanto o mercado chinês está começando a se expandir no setor.

Saiba mais: China aprova 60 novos jogos e setor de tech dispara

Para investir em ações internacionais a partir do mercado acionário norte-americano sem precisar comprar BDR ou ETF, crie sua conta na Passfolio.

Leia também:

Passfolio