A filial chinesa do Huobi Group anunciou sua participação na Aliança de Desenvolvimento da Rede de Serviços Baseados em Blockchain (BSN em inglês) em seu lançamento no domingo em Hangzhou, no sul da China, informou a empresa ao portal CoinDesk.

Liderada pelo State Information Center (SIC), um think tank afiliado à Comissão Nacional de Desenvolvimento e Pesquisa, a mais alta agência central de planejamento da China, a rede planeja oferecer serviços de infraestrutura para qualquer entidade chinesa ou internacional que use blockchain.

O BSN foi criado originalmente por seis instituições, incluindo a SIC e a gigante estatal de tecnologia China Mobile e UnionPay, a resposta do país à VISA e à Mastercard.

A rede será testada em 54 cidades em todo o país, além de Hong Kong e Cingapura, para projetos como gerenciamento inteligente de cidades, disse Wenchao Shi, presidente da China UnionPay em outubro.

“Ao desenvolver um aplicativo, as pessoas pensam nos sistemas Android e IOS”, disse Shi.

“Esperamos que a BSN seja a primeira coisa que as pessoas pensam sempre que desejam desenvolver suas próprias tecnologias de blockchain”.

A Huobi China vem tentando se afastar do comércio de criptomoedas no país e se estabelecer como um provedor de serviços de blockchain, desde 2017.

No mesmo ano, a empresa iniciou sua expansão global e transferiu seus negócios para Cingapura, Japão e Coréia do Sul com operações locais em cada país, de acordo com uma linha do tempo fornecida em seu site.

Sediada na província de Hainan, uma das partes mais ao sul da China, a Huobi China firmou seu relacionamento com o governo chinês estabelecendo uma filial do Partido Comunista da China em sua subsidiária local de blockchain em novembro de 2018.