O Ibovespa bate recordes dias à fio desde a virada de ano de 2018 para 2019, o otimismo com a recuperação da economia brasileira tomou conta e o Brasil parece, ao menos em teoria, figurar como um porto seguro enquanto toda economia mundial balança com medo de uma recessão.

ibovespa bate recordes seguidos na cotação
Gráfico do Ibovespa

IBOVESPA bate recordes e interesse em ações cresce

O fato é que as seguidas altas vêm chamando atenção de muitos brasileiros, o que é facilmente compreensível. A poupança não está rendendo nada e os títulos de renda fixa estão em baixa por conta de uma SELIC em baixos níveis históricos.

A consequência disso pode ser demonstrada no gráfico abaixo. Ele mostra o interesse dos brasileiros por ações e Ibovespa nos últimos 5 anos, segundo buscas no Google. Você pode notar que eles oscilam bastante, mas sempre como uma tendência de alta.

ibovespa bate recordes e o interesse em ações sobe
Interesse pelas palavras ações e Ibovespa.

Com base nisso, podemos concluir o seguinte: as ações estão ficando mais populares entre os brasileiros, o que é excelente. Em alguns países, como os EUA, investir em ações é bastante natural para a população, quase tão natural quanto brasileiro falar que vai guardar dinheiro na poupança.

Estima-se que só 0,4% dos brasileiros estão na bolsa de valores, esse valor percentual não chega nem perto quando comparamos com outros países de primeiro mundo. Olhando por esse lado, a massificação do investimento em ações abre muito espaço para o Ibovespa crescer, o que seria maravilhoso.

O mercado brasileiro é ridiculamente pequeno quando comparado com os outros mercados. Tudo indica que esse mercado irá sim, crescer nos próximos anos.

O “dumb money” e a faca de dois gumes

Por outro lado, essa massificação pode se tornar uma faca de dois gumes se a empolgação se transformar em euforia. Os danos que o “dumb money” – ou dinheiro burro – causam durante a euforia são graves. Alguns livros chamam isso de exuberância irracional, a famosa bolha.

Nessas situações, muitas pessoas entram no mercado sem conhecer o básico do que estão investindo. Elas querem ficar ricas muito rápida e geralmente entram na alta. Qualquer solavanco do mercado faz com que saiam correndo assumindo o prejuízo, causando uma grande venda em pânico no mercado.

É preciso cuidado e observação do comportamento do mercado. Mas tudo indica que isso ainda está um pouco distante de acontecer com as ações, contudo, elas estão em seus níveis mais altos da história.

A subida do IBOVESPA tem fundamentos

Contudo, precisamos nos lembrar que o Brasil passou por uma das mais graves recessões de sua história, o que diminuiu a lucratividade das empresas no Brasil, exceto a dos bancos. Além disso, um forte e consistente crescimento econômico ajudaria a melhorar ainda mais a situação dos investidores.

Toda essa subida ao longo dos dois anos tem fortes fundamentos. Foi aprovada a PEC do teto dos gastos públicos, o governo temer conseguiu estabilizar a economia e fazer o Brasil voltar a gerar empregos e esboçar crescimento.

O Ibovespa parece estar “travado” mesmo com uma subida consistente nos últimos dois anos. O que poderia ajudar a “destravá-lo” seria a aprovação da reforma da previdência, maior liberdade econômica para empreender, reforma tributária, enxutamento do estado e abertura econômica.

Instituições mais robustas e uma legislação confiável poderiam, juntos, trazer ainda mais o fluxo de capital estrangeiro. Os investidores apostam justamente nisso e por isso o IBOVESPA não para de bater recordes diariamente.

IBOVESPA bate recordes e segue descolado do EEM

Tanto é, que o IBOVESPA se descolocou do EEM, que é o índice dos mercados emergentes global. Os países mais representados pelo MSCI Emerging Markets Index são a China, Coréia do Sul, Taiwan, Índia, África do Sul e Brasil. 

Os dois índices sempre foram extremamente correlacionados, contudo, a correlação passou a se tornar negativa desde o começo da corrida eleitoral. Através do gráfico abaixo é possível ver como os índices se moviam quase que identicamente.

Isso pode nos trazer duas hipóteses: ou o IBOVESPA passará a ser precificado acima do EEM, ou ocorrerá uma correção para que o IBOV fique dentro do padrão.

Vale lembrar que todo esse otimismo se equilibra sobre uma corda bamba, que é o Bolsonaro. Apesar de o Paulo Guedes possuir autonomia, ele pode ser demitido a qualquer momento. O presidente pode mudar de idéia ou recuar. Assim como pode fazer tudo o que é prometido. Se isso tira o seu sono, seja bem-vindo à bolsa de valores.

Conclusão

A disparada das ações no Brasil tem fundamentos, fortes fundamentos: recuperação econômica, reformas importantes, expectativa de um estado mais enxuto e mais favorável ao mercado, popularização de ações e novos entrantes. O Ibovespa bate recordes seguidos não por acaso.

O problema se dá quando essa empolgação se transforma em histeria. Apesar de estarmos distantes desse cenário, é preciso atenção. No entanto, o mercado ainda tem muito a crescer e está cheio de oportunidades. O Ibovespa bate recordes e tudo indica que ele tem mais espaço.

Leia também:

https://cointimes.com.br/como-investir-em-acoes/
https://cointimes.com.br/fundos-de-investimento/

Se você tiver uma opinião ou gostaria de discutir o assunto, deixe um comentário em nossa página, ou se preferir, pode entrar em nosso grupo do Whatsapp pelo link: Obtenha seu convite.

Você gostou desse conteúdo? Nós temos muito mais! Siga e compartilhe a página do Cointimes para se manter atualizado com os conteúdos mais relevantes. Estamos em todas as mídias sociais também: FacebookTwitterInstagram.