Rispar

O Telegram terá que esperar para apresentar à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) seu argumento de que seu token não é uma garantia.

De acordo com o último processo judicial, a audiência sobre o ICO do Telegram foi adiada para os dias 18 e 19 de fevereiro de 2020, antes ela aconteceria em 24 de outubro, na quinta feira.

Notícias recomendadas:
++ Como Madoff enganou a SEC e as empresas de auditoria?
++ O que vão fazer com os 1500 bitcoins apreedidos da Unick Forex?

O ICO do Telegram está impedido de continuar até que o tribunal decida

O juiz que ouviu o caso decidiu que o Telegram não deve distribuir seus tokens antes dessa data, e até que o tribunal tome sua decisão sobre o caso.

Coinext 760x150

 

No início desta semana, o Telegram comprometeu-se a adiar o lançamento do projeto de blockchain TON e emissão de tokens para os investidores do projeto até 30 de abril de 2020, para que tivesse tempo de lidar com as preocupações da SEC.

Em um processo judicial e e-mails para os investidores da TON, o Telegram discordou da SEC de que “grams” são valores mobiliários, expressando frustração com a moção tardia da agência para interromper o próximo lançamento no final de outubro.

Ao adiar o lançamento, o Telegram ofereceu ainda aos investidores a chance de escolher se querem esperar a nova data, acrescentando que, se a maioria dos detentores de grams discordar do atraso, eles receberão 77% de seu investimento de volta.

Você pode ler a decisão judicial na íntegra em inglês em Coindesk.


Invista em criptomoedas com segurança, alta liquidez e as menores taxas do mercado.

NovaDAX: a exchange mais completa do Brasil com mais de 25 criptomoedas listadas e a melhor nota de atendimento ao cliente.

Conheça novadax.com.br