Quando o Bitcoin ainda era um pequeno projeto experimental e o ecossistema tomava forma, os críticos não pouparam palavras para tentar ridicularizar a moeda digital. Hoje, muitos passaram a comprar a ideia.

Algumas personalidades, como foi o caso de Dave Portnoy, fundador e CEO do blog de esportes e cultura pop Barstool Sports, tiveram idas e vindas em sua história com o Bitcoin.

Portnoy foi ao Twitter para anunciar sua última compra de BTC. Ele adquiriu 29,5 bitcoins por cerca de R$ 5,8 milhões na sexta-feira (28).

Ele aproveitou a queda de 40% do bitcoin em relação ao seu recorde histórico de 10 de novembro de US$ 69.000 para voltar ao mercado. Diferentes proponentes renomados do Bitcoin elogiaram esse movimento. O CEO da MicroStrategy, Michael Saylor, liderou o grupo daqueles que o fizeram, tuitando: “Bem-vindo ao Time Bitcoin”.

Esta foi realmente uma história interessante, considerando sua relação de amor e ódio com a moeda principal. Em agosto de 2020, Portnoy disse que não “confiava neste mercado [de Bitcoin]” depois de perder US$ 25.000 e ameaçar “nunca mais voltar”.

Na época, acreditava-se que o investidor havia apostado contra o bitcoin e perdido dinheiro no processo. No vídeo, ele diz frustrado:

“Bitcoin é a única coisa que não cai. US$ 51 mil. Bitcoin está na porr* de US$ 51 mil. Estava em US$ 11 mil em agosto, Jesus Cristo. Eu nunca vou comprar bitcoin. Nunca, nunca, nunca. Eu não acredito em nada relacionado a ele, mas eu admito que é lucrativo. Acho que com força suficiente, pode continuar a subir para sempre, mas não compro o lixo subjacente por trás disso.”

É justo dizer que ele mudou de ideia.

Mas Portnoy não é o único. O Cointimes montou um web story com 7 famosos que mudaram de ideia a respeito do bitcoin. Hoje em dia até mesmo ​​os bancos que foram criticados pelo criador do Bitcoin há 13 anos aceitam criptomoedas.

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br