O dia de hoje (17/05) marcou dois anos de um dos dias mais loucos da história da Bovespa. Esse dia ficou conhecido como o Joesley Day, que foi o dia que o mercado financeiro brasileiro mergulhou no caos.

Mas como isso foi possível? Tudo começou com um áudio gravado pelo dono da JBS, Joesley Batista, no qual ele registrou o até então Presidente Michel Temer dando aval comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha, que estava preso por conta de desdobramentos da Lava Jato.

O áudio que causou o Joesley Day

O áudio fazia parte de uma delação premiada que foi fechada com a Procuradoria Geral da República na operação Lava Jato. Joesley Batista queria uma redução na sua pena por lavagem de dinheiro e corrupção.

A gravação caiu como uma bomba e muitos investidores já davam como certa a renúncia de Michel Temer. O grau de incerteza disparou, até então o país estava começando a se recuperar de uma crise política e econômica, uma troca de presidência era inimaginável para o momento.

O resultado disso foi o Ibovespa despencando mais de 12% em menos de 1 hora. A queda e o desespero foram tão grandes que as negociações tiveram que ser interrompidas através de um circuit-breaker. Era a primeira vez que isso ocorria desde a crise de 2008.

joesley day

Se a bolsa despencou, não é de se imaginar que o Dólar também tenha disparado. E foi exatamente o que ele fez, disparou mais de 10% na abertura do mercado. Imagina quanta gente que estava alavancada não quebrou a banca? Confira no gráfico abaixo:

joesley day

Fraude financeira

Joesley ainda se utilizou de informação privilegiada para manipular e ter ganhos no mercado financeiro. Afinal, ele sabia a magnitude da informação que ele possuía e realizou compra de dólares antes de soltar a gravação. Segundo a Procuradoria da República:

“O valor das operações, somente com os dólares, foi de quase US$ 3 bilhões, e causou um lucro aos irmãos Batista de US$ 100 milhões de dólares, sendo esta praticamente a mesma quantia da multa prevista na delação no processo criminal (US$ 110 milhões)”.

“No acordo de leniência firmado com o Ministério Público Federal, do Distrito Federal, o valor da multa acertada foi de R$ 10,3 bilhões”, informou a Procuradoria da República.

O Joesley Day até hoje é lembrado como um dos dias mais loucos da história do mercado financeiro brasileiro. Temer quase renunciou e fez o Ibovespa afundar. O circuit-breaker teve que ser acionado quase 10 anos depois da crise mundial de 2008.