O banco multinacional de investimentos americano, JPMorgan, aceitou duas populares exchanges de criptomoedas como clientes bancários. Segundo uma notícia recente, o banco gigante aprovou a Coinbase e a Gemini em abril, e as transações estão começando a ser processadas agora.

Adoção pelos grandes bancos?

De acordo com o Wall Street Journal de hoje, o JPMorgan Chase & Co começou a aceitar clientes do setor de criptomoedas. O banco aprovou a maior bolsa americana, a Coinbase, e a fundada em 2014 pelos gêmeos Tyler e Cameron Winklevoss – Gemini.

Até onde sabemos, o banco fornecerá principalmente serviços de gerenciamento de caixa para ambas as bolsas e administrará transações baseadas em dólares para os clientes norte-americanos.

O relatório descreve que o JPMorgan não será responsável por nenhuma transação baseada em criptomoeda. As exchanges vão cuidar dessa parte.

No entanto, como a maioria de seus clientes vinculou as contas bancárias tradicionais às contas nas plataformas, eles precisam de um processador de pagamento.

Essa mais nova colaboração é considerada o próximo passo do JPMorgan na adoção de moedas digitais.

Anos depois que o CEO do banco, Jamie Dimon, chamou o Bitcoin de “fraude” e depois pediu desculpas por isso, o JPMorgan se tornou o primeiro grande negócio bancário a estender seus serviços a empresas construídas em torno da criptomoeda.

Será que um dia os bancos brasileiros vão aprender com o JPMorgan?


Para mais conteúdo sobre criptomoedas, siga o Cointimes no Instagram!