O número total de ATMs de Bitcoin aumentou em mais de mil em todo o mundo, conforme as operadoras expandiram seus estoques, especialmente nos Estados Unidos. A notícia oferece mais uma indicação do crescente interesse pela indústria de criptomoedas ao redor do mundo.

De acordo com seu último relatório de dinâmica de mercado, publicado em 4 de dezembro, o provedor de dados de ATMs de criptomoedas CoinATMRadar, revelou que a contagem total de ATMs Bitcoin no final de novembro era de 12.510 instalações. Este número representa um aumento de 1.118 nas novas máquinas no último mês.

Os Estados Unidos foram responsáveis ​​pela maioria dessas novas instalações, com mais de 900 máquinas entrando no mercado de ATMs de Bitcoin do país. No total, os Estados Unidos encerraram novembro com 10.050 caixas eletrônicos, um aumento de cerca de 10% no mês. 

Fora dos EUA, Canadá e Alemanha viram o maior número de novas instalações, 68 e 10, respectivamente. Somente a América do Norte possui mais ATMs do que o resto do mundo combinado.

De fato, dos 12.864 caixas eletrônicos (até o momento), mais de 80% estão nos Estados Unidos. No total, a América do Norte possui mais de 11.300 máquinas.

O regulador financeiro alemão BaFin tomou medidas contra o “Shitcoins Club” – um fabricante e operador de ATMs. A mudança forçou empresa encerrar todos os seus ATMs de bitcoin no país.

O Shitcoins Club, no entanto, aumentou sua frota de ATMs de criptomoedas em 10 novas máquinas em novembro. O Genesis Coin produziu o maior número de caixas eletrônicos Bitcoin em novembro, lançando quase 400 máquinas no processo. No lado do operador, CoinFlip liderou as paradas, instalando 129 novas unidades no período.

As instalações ATMs de criptomoedas em novembro viram um declínio significativo nas máquinas que suportam apenas Bitcoin (BTC), com os operadores lançando máquinas com suporte a altcoins. Litecoin (LTC) teve o maior volume de adoção em 612 das 1.118 novas máquinas.

De acordo com o CoinATMRadar, 100 ATMs de BTC também foram colocados off-line em novembro, com a Noruega vendo seu solitário ATM ser desativado.

ATMs de Bitcoin ainda são objeto de muita discussão regulatória. Em julho de 2019, a polícia espanhola argumentou que os caixas eletrônicos de Bitcoin permitiam que os criminosos contornassem as leis de combate à lavagem de dinheiro. Autoridades municipais no Canadá também expressaram sentimentos negativos sobre ATMs Bitcoin no passado.

Como o Brasil deve lidar com essa questão no âmbito regulatório? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Leia mais: Pesquisas no Google por Bitcoin explodem ao redor do mundo

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br