Uma rede descentralizada de rádio sendo usada para transmitir transações da criptomoeda mais anônima do mercado, essa é a Locha.

Randy Brito é o fundador da iniciativa “Bitcoin Venezuela”, ele vem construindo uma rede de transmissão para transações de bitcoin via rádio

Com o uso de uma rede de rádio para transmitir transações de bitcoin, os usuários da criptomoeda não precisam de internet, apenas um dos nodes na rede tem que transmitir as transações para a rede mundial de computadores;

Para um país com internet de péssima qualidade e com muita censura, a rede de rádio para transmitir bitcoins corta custos e facilita a adoção.

Todo esse esquema de transmissão via rádio, é chamado de rede mesh.

Monero e a mesh perfeita

Até o momento a mesh conta alguns problemas.

Primeiramente ela utiliza bitcoin, que é extremamente transparente e pode afetar a vida de insurgentes venezuelanos. Outro ponto é o uso de ‘software’ e equipamento físico proprietário. Além de

Para contornar esses problemas, Randy Brito resolveu pedir ajuda para a comunidade Monero com a proposta da rede Locha.

A Locha é quase uma internet paralela, anônima, descentralizada e operando com hardware e software open source. E claro, a moeda nativa da rede é Monero.

“O Locha Mesh também permitirá o acesso a sites e informações resistentes à censura, sem que as pessoas precisem postar seu endereço IP da Internet ou cartão SIM vinculado à sua identidade, para que as comunicações possam ser completamente privadas.”

Em vez de usarem equipamentos caros, a equipe de Randy quer construir um hardware relativamente barato. Dessa forma, qualquer venezuela poderia fazer parte da rede.

“O firmware que roda no hardware, a própria especificação de hardware para criar seu dispositivo DIY Locha Mesh, o aplicativo móvel e outro software podem ser encontrados em nossa organização no GitHub, hospedada pela organização sem fins lucrativos Bitcoin Venezuela (https://github.com/btcven).”, disse Randy.

Locha: Mesh network movida a Monero

Para desenvolver a Locha Mesh, a “Bitcoin Venezuela” tem conseguido apoio financeiro da comunidade Monero.

Com o sistema comunitário para levantamentos de fundos da comunidade Monero, a Locha Network já conseguiu levantar mais de 100 XMR dos 150 necessários para o desenvolvimento do projeto.

mesh network financiamento
Sistema de financiamento do Monero

O sistema comunitário do Monero funciona da seguinte maneira. Enquanto as etapas do projeto forem sendo desenvolvidas, a equipe de Randy vai sendo paga com criptomoeda.

Se a mesh não andar, os valores vão parar em outros projetos comunitários, como pesquisas matemáticas voltadas a criptografia e anonimato.

Quer entender mais sobre criptomoedas e ficar informado sobre a criptoeconomia? Siga o Cointimes no Telegram.