Cointimes
Bitcoin

O Bitcoin “morreu” duas vezes mais em 2021 que em 2020

Mortes do bitcoin

O preço do bitcoin caiu 45% desde o recorde histórico de três meses atrás, e o movimento de baixa gerou especulações significativas sobre outro bear market. Enquanto isso, os mais céticos acreditam que o bitcoin morreu, já que a página da web que hospeda obituários de bitcoin indica que em 2021 as declarações de morte do bitcoin dobraram em comparação com todos os obituários de 2020.

De acordo com os céticos, o Bitcoin morreu 29 vezes este ano

O preço do bitcoin está definitivamente mais baixo do que há três meses, quando o ativo atingiu um pico de US$ 64.895, mas isso não quer dizer que os fundamentos tenham mudado. Agora, o BTC tem se consolidado acima da região de US$ 30 mil e muitos estão incertos sobre os próximos preços.

Depois, há aqueles que têm certeza de que o bitcoin está morto ou pelo menos se preparando para seu próprio funeral, pois acreditam que o valor certamente está chegando a zero, como é o caso de Nassim Taleb. A infame página de obituários do bitcoin, hospedada em 99bitcoins.com, reúne as declarações de céticos de que o “bitcoin está morto”.

Os obituários do bitcoin dobraram em 2021, em comparação com o ano passado, o que indica que os críticos estão mais dispostos a atacar as quedas do criptoativo. Houve 14 mortes de bitcoins registradas pelo 99bitcoins em 2020 e hoje há 29 mortes em 2021. 

A partir de hoje, faltam cerca de seis meses até 2022, e o recorde de mortes de BTC deste ano pode competir com anos de 2019 (41) e 2015 (39). Serão necessárias muitas mortes para que o bitcoin alcance o recorde de 2017, quando o 99bitcoins.com registrou 124 mortes.

Obituários do bitcoin em 30 de junho de 2021. Bitcoin morreu 29 vezes este ano até agora, enquanto bitcoin morreu 14 vezes em 2020. Desde 2010 até o último dia de junho, o bitcoin morreu 422 vezes, de acordo com estatísticas do 99bitcoins.com.

O primeiro obituário de bitcoin foi gravado em 15 de dezembro de 2010 com o título de “Por que o Bitcoin não pode ser uma moeda“. Avance até hoje e o bitcoin morreu recentemente em 21 de junho, quando o renomado autor Nassim Nicholas Taleb escreveu um resumo das supostas falhas do bitcoin chamado “BTC vale exatamente zero“.

“Em sua versão atual, apesar do exagero, o bitcoin falhou em satisfazer a noção de ‘moeda sem governo’ (provou nem ser uma moeda), não pode ser uma reserva de valor de curto ou longo prazo (seu o valor esperado não é superior a 0)”, disse Taleb.

“[Bitcoin] não pode operar como um hedge de inflação confiável e, o pior de tudo, não constitui, nem mesmo remotamente, porto seguro para os investimentos de alguém, escudo contra a tirania do governo ou veículo de proteção de cauda para episódios catastróficos”, o romancista de “Cisne Negro” enfatizou.

No Youtube, o economista Maurice Hoefgen dá ao portal de obituários de bitcoin sua próxima morte, que antecede a crítica contundente de Taleb. Hoefgen em sua entrevista ao DW News em 17 de junho, disse que o bitcoin não tem boas características de dinheiro. O economista acredita sinceramente que “A longo prazo, o bitcoin irá falhar”.

Os outros 27 obituários de bitcoin de 2021 têm todos motivos semelhantes pelos quais o BTC está descansando em seu caixão e se preparando para um funeral. Razões como volatilidade, escassez, especulação, exagero, uso criminoso, repressão do governo e argumentos ambientais são os principais pontos de discussão dessas críticas.

Muitos dos pontos já foram discutidos incansavelmente por bitcoiners e a criptomoeda continua viva e sendo útil para milhões de pessoas diariamente.

Economistas não acham que o bitcoin está morto, mas agora o consideram um “esquema Ponzi natural”

Muitos bitcoiners diriam que é seguro dizer que o bitcoin não está morto. No entanto, é garantido que será questionado e considerado um fracasso completo ao longo do caminho pelos pessimistas que não entendem a criação de Satoshi.

Até o ganhador do Prêmio Nobel e economista Paul Krugman, amante de aparelhos de fax, deu uma olhada no criptoativo esta semana. Krugman não disse que o BTC estava morto, mas se referiu à crítica de JP Koning e chamou a cripto de um esquema Ponzi natural.

“O Bitcoin claramente falhou em sua missão de se tornar dinheiro, mas seu valor é sustentado porque se tornou uma espécie de esquema Ponzi natural.”, disse Krugman. No entanto, nem todos apreciaram a avaliação emprestada de Krugman do ensaio de Koning.

“Pergunta honesta: há algum exemplo de esquema de Ponzi que teve um segundo grande rally para novos ATHs (altas históricas) após o colapso da primeira fase de crescimento?” O fundador do Shapeshift, Erik Voorhees, perguntou em resposta ao tweet de Krugman.

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Sair da versão mobile