Cointimes
Bitcoin

O que acontecerá com os bitcoins roubados no hack do Twitter que afetou Elon Musk?

Golpe Twitter

Além das contas de exchanges e influenciadores do universo cripto, os hackers passaram a invadir contas muito maiores como de Bill Gates, Elon Musk, e até o candidato a presidência Joe Biden. Eles espalharam o golpe da suposta duplicação de bitcoins, e o resultado foram mais de 12 BTC roubados.

Como o Cointimes noticiou, os primeiros afetados foram as contas das exchanges Gemini, Binance, KuCoin, Coinbase, e Bitifinex, além de desenvolvedores como Charlie Lee e Vitalik Buterin. Mas logo algumas celebridades como Elon Musk e Bill Gates e outros também foram vítimas.

O endereço suspeito recebeu mais de R$ 634 mil em bitcoin

O site para o qual os invasores levavam as vítimas era o cryptoforwealth.com, que no momento em que escrevemos essa matéria, se encontra fora do ar.

A falha de segurança, segundo o desenvolvedor e educador Andreas Antonopoulos, deve ser do próprio Twitter, visto o número de contas hackeadas.

“Visto que as contas que foram hackeadas recentemente (Apple, Uber, Gates, Musk, etc, Eu estou aprendendo por isso que aconteceu um comprometimento interno no sistema do Twitter, não uma API atacada de um agregador de serviços das redes sociais”

Tweet de Andreas

Além de tentarem roubar XRP, usando a credibilidade da conta oficial da Ripple, eles principalmente pediam bitcoin para o endereço bc1qxy2kgdygjrsqtzq2n0yrf2493p83kkfjhx0wlh, que arrecadou mais de 12 BTC.

Em poucas horas, o resultado foi desastroso, inúmeros incautos enviaram pequenas e grandes quantias para os golpistas. Valores esses que já estão sendo repassados para outras carteiras neste exato momento.

Os hackers poderão gastar estes bitcoins ou serão boicotados em massa?

Mas, tendo em vista que o blockchain do bitcoin é transparente e todos sabem quais são estes endereços, as pessoas e empresas conseguirão boicotar as respectivas moedas?

Sabendo que é possível acompanhar o envio de cada moeda na rede do Bitcoin, eles podem não alcançar uma fungibilidade ideal, ou seja, nem toda moeda vale a mesma coisa.

Moedas advindas de roubos e fraudes podem ser boicotadas, como já acontece. As maiores exchanges do mercado sempre buscam parcerias com empresas de análise para evitarem depósitos de “bitcoins suspeitos”, nas análises, cada bitcoin ganha uma certa pontuação de credibilidade.

Por outro lado, mixers muito provavelmente serão (ou já foram) usados pelos criminosos enquanto você lê essa matéria, serviços como esses podem misturar bitcoins de vários donos para que ninguém saiba de quem é cada um.

Neste serviço, bitcoins “legítimos” são misturados com os bitcoins provenientes de golpes, e após algumas transações, é muito difícil saber se eles se encontram na mão de usuários comuns ou criminosos.

Como analogia, quando você recebe reais como troco de padaria, talvez esse dinheiro já tenha sido usado para atividades criminosas há algumas transferências atrás, inclusive 90% das notas fiduciárias (dólar) têm traços de cocaína.

Com as moedas fiduciárias, quando caixas eletrônicos de bancos são arrombados, eles costumam soltar uma tinta que busca estragar as notas, tornando o roubo menos efetivo. 

Cabe cada exchange decidir se irá aceitar bitcoins que venham de mixers ou não, pois é possível saber se as moedas já passaram por um. A Binance, por exemplo, já congelou fundos de um usuário por conta do uso de um mix na Wasabi Wallet.

Teoricamente, embora os usuários que utilizam essa prática podem muito bem ser apenas pessoas legitimamente preocupadas com privacidade e segurança, elas devem ter ciência de que podem estar misturando moedas com criminosos, que estão sujeitas a boicote.

Ainda, exchanges descentralizadas podem facilitar a vida dos golpistas, que podem ajudar a trocar as moedas por criptos anônimas como Monero, que ao serem vendidas por bitcoins de volta, estarão “limpos”.

Mas o que você acha que vai acontecer com os bitcoins roubados? Deixe sua opinião nos comentários abaixo!

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

Sair da versão mobile