Eu tenho certeza de que você já escutou esse termo se você acompanha o mercado de criptomoedas, mas não sabe explicar o que de fato são as DeFi. Mas calma que nesse artigo irei te explicar no detalhe o que é essa tecnologia e o porquê ela é tão relevante para o mercado de criptomoedas (e futuramente para o mercado financeiro).

Defi é uma sigla para aplicações financeiras descentralizadas (financial decentralized applications). Ou seja, são todos aqueles serviços bancários e de meios de pagamento, mas sem um intermediário ou uma pessoa centralizando esses serviços.

Para facilitar, imagine o caso de um empréstimo. Quando você pega algum dinheiro emprestado no banco você, basicamente, está usando essa instituição para te dar acesso ao dinheiro de outra pessoa e, naturalmente, você paga uma taxa de juros por isso (taxa que vai em grande parte para o banco).

Agora imagine se não existisse o banco nessa equação. A porcentagem que ele cobra para intermediar não existiria e você consequentemente conseguiria pagar muito mais barato por um empréstimo e a pessoa que está te emprestando ainda receberia mais. Todos saem ganhando!

As defi são protocolos que possibilitam isso através da tecnologia Blockchain (principalmente da Ethereum) e por esse motivo ficaram tão em alta, inclusive fizemos um vídeo curto que explica exatamente isso no detalhe, dê uma olhada:

Nesse texto vou detalhar algumas das principais oportunidades que você pode criar a partir das Defi e te mostrar os principais tokens que fazem isso.

Me chamo Orlando Telles, diretor de Research da Mercurius, e quaisquer dúvidas que você apresentar com o conteúdo abaixo, fique à vontade em me chamar no Whatsapp ou no Telegram da Mercurius, para que eu tire-as individualmente.

Muito além de empréstimos 

Comentei das plataformas de lending (empréstimos), pois essas são as mais conhecidas entre todo o mercado. Fato é que existem mais de 4 bilhões de dólares em Value Locked (ativos congelados para realizar as operações de DeFi) apenas nessas plataformas, correspondendo a quase 50% de todo o mercado, mas existem muitas outras aplicações. Sendo um perfeito exemplo dessas plataformas de Lending a Maker e a Aave.

Ativos congelados em plataformas de lending em bilhões de dólares. Fonte: Defi Pulse.
Ativos congelados em plataformas de lending em bilhões de dólares. Fonte: Defi Pulse.

Trading sem exchange

Imagine, por exemplo, você não ter a necessidade de pagar taxas de trading para as corretoras (como a Binance) e nem possuir o risco de custódia delas (pois você teria a posse dos seus ativos), essa é uma outra possibilidade que as DeFi criaram a partir das Dexes.

Essa possibilidade fez com que diversas plataformas com essa finalidade fizessem muito sucesso nesse ano, de modo que essa se tornou a segunda maior categoria entre as Defi da atualidade em termos de TVL.

Ativos congelados em exchanges descentralizadas (DEXes) em bilhões de dólares. Fonte: Defi Pulse
Ativos congelados em exchanges descentralizadas (DEXes) em bilhões de dólares. Fonte: Defi Pulse

Talvez os dois principais que você deve conhecer são a Curve Finance e a Uniswap. O último, inclusive, já superou o volume diário transacionado na Coinbase Pro, e tem sido um dos principais portais para a listagem de novos tokens e protocolos, sendo uma das ferramentas favoritas dos usuários de DeFi.

Meios de pagamento sem intermediário 

A terceira principal aplicação dentro do universo das DeFi está sendo o desenvolvimento de meios de pagamento sem a existência de intermediários. Isso não é nenhuma novidade para a comunidade de criptomoedas, dado que o principal ativo da atualidade (o BTC) realiza exatamente essa função. Mas é interessante como essas aplicações estão, inclusive, resolvendo o problema do Bitcoin.

Sim, por mais estranho que pareça, o Bitcoin possui um problema de escalabilidade e de velocidade em suas transações, e o que está acontecendo é que estão sendo criados tokens sintéticos lastreados em BTC em que as pessoas podem transacionar sem utilizar a Blockchain do BTC, possibilitando a transação em Blockchains mais rápidas e baratas e conseguindo fazer o BTC ser um meio de pagamento ainda melhor.

Bitcoins congelados na rede Ethereum. Fonte: Arcane Research.
Bitcoins congelados na rede Ethereum. Fonte: Arcane Research.

Inclusive, 0,5% de todos os Bitcoins existentes estão travados em DeFi na Blockchain da Ethereum, como a renBTC e a WBTC.

Um novo mercado financeiro

As DeFi abrem as portas para uma nova dinâmica de mercado financeiro, o qual é mais descentralizado, com menos intermediários e pode ser muito lucrativo para os seus usuários, podendo ter um grande impacto em todo o mercado em breve.

Mas cuidado com o Hype que muitas pessoas estão tendo com esses ativos, apesar de serem revolucionários, esses ainda estão em uma fase inicial de desenvolvimento.

Para você que chegou até aqui, proporcionamos um atalho para você aprender a escolher os ativos corretos para investir em criptomoedas. Se trata de nossa assinatura.

Por lá, oferecemos um curso completo de plataformas e fornecemos análises semanais e um grupo exclusivo para você que busca por informações confiáveis em criptomoedas. Dê uma olhada.

Aprenda a Investir em Bitcoin, diversifique seu patrimônio da maneira correta. Assine por R$9,90 por mês e saiba tudo sobre o mercado.