O OpenBazaar é uma espécie de Amazon descentralizada, com opções de pagamento via criptomoedas e com mais de 120 mil usuários a equipe de desenvolvimento da plataforma está com dificuldades para monetizá-lo.

Saiba mais: Conheça a OpenBaazar, a Amazon descentralizada

Há 2 dias a OB1, empresa responsável pelo desenvolvimento da OpenBazaar, anunciou a demissão de desenvolvedores e do seu co-fundador Sam Patterson.

Como monetizar um marketplace descentralizado?

Conforme publicado no medium da empresa, a OB1 custeia parte de sua infraestrutura através de doações. O plano de negócios da companhia não apresenta uma solução efetiva para geração revenue.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

“Em 2015, fundamos a OB1 assumindo que seria possível aumentar o mercado e capturar receita, não forçando comerciantes ou compradores a pagar taxas obrigatórias de anúncio, mas mantendo o protocolo aberto e gratuito e criando serviços e software além disso rede.”, disse a empresa em comunicado.

No Business Plan da OB1 o ‘revenue stream’ é apresentado com: “doações e Free opensource”.

Business Model Canvas, OB1

Enquanto a equipe pensa em como monetizar a plataforma e continuar o negócio, os fundos captados em 2015 vão se esvaindo.

Sem se tornar uma intermediadora, como acontece com a Amazon ou o Mercado Livre, a OB1 tem poucas escolhas. Algumas soluções apresentadas pela comunidade são:

  • Emissão de criptomoeda própria;
  • Venda de anúncios em buscadores da platafoma;
  • Moderação de transações;

Contudo, as opções acima têm diversas limitações e aparentemente a equipe de desenvolvimento tem rejeitado a emissão de uma moeda, preferindo adicionar criptomoedas já estabelecidas no mercado.

A venda de anúncios nos buscadores da plataforma são opções limitadas, visto que apesar da base de usuários grandes o uso efetivo da plataforma ainda é baixo.

Apesar das dificuldades, mesmo se a OB1 falir, o projeto do OpenBazaar é comunitário e open source. Isso significa que o desenvolvimento poderá continuar, mesmo sem uma empresa por trás.


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!