Muito se fala sobre segurança e quando se trata de dinheiro (principalmente em grandes volumes) o assunto fica mais sensível ainda. Pensando nisso separamos uma lista rápida com as 3 formas mais seguras de guardar seus bitcoins – paper wallet, cold wallet, multi-signature wallet – de acordo com o nível de segurança (e de responsabilidade), então sem mais delongas, vamos a ela!

Afinal, como garantir a segurança dos bitcoins?

Carteiras offline (Cold wallets)

Uma Cold Wallet é uma carteira offline, que não esteja conectada à internet. As cold wallets mais conhecidas são em dispositivo físicos – uma espécie de pendrive – que tem como função ser um local para guardar seus bitcoins.

Caso você perca o dispositivo, você consegue recuperar o saldo através de sua chave privada. Como não são conectadas à internet, é o modo adequado para manter suas criptomoedas seguras de algum vírus ou agente má-intencionado.

Por se tratar de dispositivos físicos e pequenos, fica fácil manter suas criptomoedas consigo e levá-las para qualquer lugar. São muito utilizadas por usuários que guardam grandes quantias em bitcoin.

Trezor e Ledger Nano S são duas ótimas opções de cold wallets em hardware, mas nada impede guardar esses dados em um HD ou pendrive. Só não esqueça de criptografá-los. Você pode configurar o tutorial da Ledger Nano S no vídeo abaixo:

Mas cuidado! Tenha certeza de ter guardado o PIN e senha de recuperação (sua chave privada são as palavras dadas pelo dispositivo), pois o nível de segurança é alto e pode dar muita dor de cabeça se um dia esquecê-las.

Paper wallet (Carteira de papel)

Outra opção é a não tão conhecida paper wallet (ou carteira de papel). Essa é uma forma simples porém muito eficaz de manter seu amado bitcoin seguro.

É uma espécie de cold-wallet (carteira offline) impressa em papel ou plástico contendo suas chaves pública e privada. Apesar de muito segura e fácil de transportar, a deterioração do papel/plástico e a possibilidade de perda são os pontos fracos dessa modalidade.

O tutorial abaixo mostra como criar uma paper wallet e exportar seus bitcoins de uma exchange para carteira gerada:

Carteira multi-assinadas (multi-signature wallets)

Uma carteira multi-assinada  é uma wallet que tem mais de uma chave privada. Parece simples mas há muita complexidade envolvida nesse cenário. Isso porque a carteira se comporta como um contrato onde mais de uma pessoa (assinatura) é necessária para acessar seus dados.

É como um cofre que precise de vários códigos únicos de acesso e que somente os donos desse cofre tenham isso gravado em seus lugares seguros. Não basta ter uma das chaves privadas, é necessário ter todas elas, caso contrário nada feito. Ou seja, na prática uma carteira multi-assinada precisa de mais de uma pessoa/requisição para que o saldo seja movimentado.

É uma excelente maneira de obter uma camada extra de segurança contra possíveis atacantes. Por outro lado, é extremamente importante que a multi-signature wallet seja feita entre pessoas confiáveis, para evitar futuras dores de cabeça.

Para ficar sempre bem informado com relação ao mercado de criptomoedas, não esqueça de ativar as notificações do Cointimes em seu navegador e seguir nossas redes sociais – TwitterFacebook e Instagram.