Cointimes
Bitcoin

Pesquisa mostra por que o Walmart deve aceitar Bitcoin (de verdade)

Walmart Bitcoin

Embora as notícias de que o Walmart aceitaria a criptomoeda Litecoin se revelaram falsas, o varejista faria bem em considerar permitir que os clientes paguem por seus produtos utilizando Bitcoin, mostrou uma pesquisa recente.

A Morning Consult realizou um estudo nos EUA sobre o perfil dos clientes do Walmart e percebeu que eles possuem o dobro de chance de possuir bitcoin do que o consumidor médio. Enquanto 30% dos adultos que compram no Walmart algumas vezes por semana ou mais têm bitcoin, 16% de todos os consumidores americanos têm bitcoin.

Ainda de acordo com os dados coletados, 9% dos que compram no varejista uma vez por semana ou com menos frequência possuem alguma quantidade de BTC. Apenas 10% dos compradores que não usam o Walmart têm exposição à criptomoeda.

Consumidores frequentes do Walmart tem mais chance de possuir bitcoin. Fonte: Morning Consult Brand Intelligence e U.Today

A multinacional do varejo já chegou a investir no Brasil, mas falhou ao não adequar os seus produtos para o público local. Agora, a rede Walmart no Brasil foi reestruturada e faz parte do Grupo BIG.

Walmart e as criptomoedas

Na semana passada, um falso comunicado de imprensa sobre o Walmart aceitar Litecoin alavancou o preço da altcoin em quase 30% (em seguida, desabou de volta).

Notavelmente, a conta oficial do Litecoin no Twitter também tuitou brevemente as notícias falsas. Posteriormente, tanto o Walmart quanto a Fundação Litecoin negaram a parceria.

Citado na notícia falsa, o fundador da Litecoin Charlie Lee culpou o gerente de mídia social da organização pelo erro:

“Foi errado retuitar. Nós o deletamos rapidamente depois. Mas o dano está feito.”

Com isso dito, a base de clientes centrada em Bitcoin do Walmart e seu recente anúncio de emprego relacionado à criptomoeda indicam que a fraude do Litecoin pode muito bem ser um sinal do que está por vir.

Leia mais:

Posts relacionados

11 anos de Pizza Day: um dia histórico para o Bitcoin

Gustavo Marinho
20 de maio de 2021

Bitcoin veio para ficar, mas não vai substituir ouro, diz experiente trader Todd Horwitz

Gustavo Marinho
14 de janeiro de 2021

Bitcoin alcança US$ 43 mil pela primeira vez desde maio

Gustavo Marinho
6 de agosto de 2021
Sair da versão mobile