Durante palestra no 5º Fórum da Liberdade e Democria em São Paulo, a qual estamos cobrindo com exclusividade. Peter Thiel em conversa com CEO do Nubank, David Velez, destaca a importância do Bitcoin para um futuro mais descentralizado. Durante sua fala, ele diz que “jamais teve inveja do Bitcoin porque ele não seria capaz de ter criado algo do tipo”.

Além disso, “há realmente algo muito poderoso e carismático sobre as novas formas de dinheiro e sistemas financeiros proporcionadas pelas criptomoedas como o Bitcoin”. Ele também afirma que o PayPal já olhava para o Bitcoin desde 2012, mas que não planejava nenhum projeto nesse tipo de tecnologia. Peter Thiel também disse que foi em uma das maiores conferências de Bitcoin em 2012, com a esperança de ver Satoshi Nakamoto, mas que no fim, suas expectativas foram frustradas.

Continuando sua fala, ele diz que “esse lado misterioso do Bitcoin pode nos ajudar melhor a entender questões maiores e mais importantes sobre o nosso próprio sistema financeiro. Por exemplo, ninguém sabe por quê nosso uma nota de 100 dólares vale tanto. O Bitcoin poderia nos ajudar, através da criptografia, a ter um futuro mais descentralizado e a entender melhor essas questões.”

Leia também:

O curioso caso de uma revolução financeira sem bancos

Conforme a conversa seguia, ele diz que as tecnologias não levam à centralização e acredita que as criptomoedas irão ajudar na descentralização da sociedade. Segundo seu raciocínio: “Nos anos 60 as pessoas acreditavam que super computadores gigantes iriam centralizar poderes e governar a sociedade. Entretanto, o que se viu na década seguinte foi uma descentralização da computação.

Depois de levantar esse ponto, ele diz que apesar desse histórico de descentralização, não há nada definido. Pois: “Nos últimos 20 anos, esse mesmo pensamento (de centralização) também voltou a crescer, a preocupação da centralização da informação em grandes empresas e governos, que conheceriam melhor a população do que ela mesma. Se pensarmos no histórico, ainda não há nada definido em relação à centralização que a internet e a inteligência artificial pode trazer.

O Bitcoin, segundo Peter Thiel, é uma tecnologia libertária. Segundo ele, atualmente existe um viés muito forte atualmente para a centralização de dados e informações e, que ele aposta em criptomoedas e criptografia como uma forma de garantir uma sociedade menos centralizada, com menos vigilância governamental e menos concentração de dados.

Se você quiser conferir sua fala na íntegra, veja o vídeo abaixo. Os painés do fórum estão sendo transmitidos ao vivo no Youtube.

Gostou do conteúdo? Quer receber mais análises como essa? Então se inscreva no canal do Cointimes no Telegram, é só acessar https://t.me/newscointimes.