A Poloniex vai fechar suas portas nos Estados Unidos. Em comunicado em seu blog oficial, a corretora de criptomoedas diz:

“Infelizmente, para sermos competitivos no mercado global, não poderemos incluir clientes nos EUA, portanto a Circle encerrará as operações para os clientes da Poloniex nos EUA.

A partir de hoje, os norte-americanos não poderão mais criar novas contas no Poloniex. A partir de 1º de novembro de 2019, os clientes dos EUA não poderão mais executar operações na bolsa. Quando a negociação terminar, os clientes dos EUA ainda poderão sacar seus ativos através do Circle até pelo menos 15 de dezembro de 2019.”

No começo de outubro a Poloniex sofreu um takeover de um grupo de investidores chineses, provavelmente liderados pelo criado da Tron, Justin Sun.

Segundo o TheBlock, Justin teria pago por volta de 100 milhões para assumir o controle da Poloniex.

Os clientes norte-americanos já não podem fazer trades na plataforma, registrar novas contas e muito menos depositar criptomoedas ou dólares. De acordo com a Poloniex, eles têm até o dia 15 de dezembro para retirar os valores da plataforma.

A queda da Poloniex

Muitos se esquecem que a Poloniex foi a líder de mercado por anos. Entretanto, longas filas de atendimento, problemas com saques, retirada de features (como o famoso troll box) e excesso de regulamentação governamental permitiram que as competidoras tomassem seu lugar.

Em 2 anos a chinesa Binance, corretora chinesa que lançou sua plataforma com um ICO e white paper duvidável, tomou o market share da Poloniex, que nunca mais conseguiu se recuperar.

Será que com essa separação a Poloniex vai voltar aos seus tempos gloriosos?